Seja para visitar ou para estudar, brasileiros precisam obrigatoriamente obter um visto para o Japão. Existem diversos vistos com finalidades diferentes, por isso é importante conhecer as diferenças entre eles.

Para os brasileiros, os principais tipos são o de turista e o de estudante. Existem também vistos especiais para descendentes de japoneses, para artistas, pesquisadores, diplomatas e para aqueles que desejam trabalhar ou abrir empresas no Japão. Em alguns países existe também o chamado visto férias-trabalho, que infelizmente, não está disponível para brasileiros ainda.

Visto de estudante

O visto de estudante, assim como o nome sugere, é voltado para aqueles que desejam estudar no país.

Existem várias categorias de visto de estudante: para faculdade, mestrado, cursos especiais, etc. O visto de estudante para escola de idiomas que permite que o futuro estudante fique no país por até dois anos, estudando em uma escola de idiomas. Caso queira depois entrar em uma universidade ou escola técnica, você poderá trocar de visto para continuar seus estudos.

O visto de estudante também oferece alguns benefícios extras em relação ao visto de turista. Com ele, é possível trabalhar por meio período (até 28 horas por semana), assinar contrato de celular e abrir conta em banco.

Se você deseja solicitar um visto de estudante, é importante entrar em contato conosco pelo menos seis meses antes da data que você deseja começar os estudos. A Go! Go! Nihon irá ajudá-lo em todas as etapas do processo para garantir que tudo seja feito da maneira mais fácil possível.

Estampas de vistos em passaporte

Visto de turista 

Infelizmente, brasileiros também precisam solicitar um visto de turista para quando forem visitar o Japão, mesmo se não forem estudar. Esse visto, porém, é o mais fácil de ser obtido. É preciso ir até a embaixada japonesa mais próxima e apresentar um plano de viagem, com data de ida e de volta. Ter as passagens e reservas compradas ajuda muito.

O visto de turista tem o revés de ser restritivo. Além de durar no máximo 90 dias, é proibido participar em qualquer tipo de trabalho (incluindo meio período), e não é permitido assinar contratos ou abrir uma conta bancária no Japão.

Visto para descendentes

Existe um visto especial para brasileiros descendentes de japoneses. Este visto é um pouco complicado de se obter, pois exige muitos documentos, e dependendo da geração, os requerimentos podem mudar. Por exemplo, em 2018, o governo japonês autorizou os descendentes da 4ª geração (よんせい) obterem esse visto, e pela primeira vez, é exigido ao menos o JLPT4 (certificado de proficiência no idioma japonês).

Para maiores informações sobre esse visto, visite o site do Consulado Geral do Japão em São Paulo.

Visto de férias-trabalho 

Como dito anteriormente, o visto férias-trabalho (também conhecido como working-holiday visa, em inglês) é um tipo especial de visto disponível para alguns países, incluindo Portugal, Argentina, Chile, Reino Unido e Alemanha. Apesar desse visto não estar disponível para os brasileiros, se você tiver dupla cidadania com algum país que tenha esse acordo, é possível se candidatar através dele, desde que você esteja morando naquele país.

Esse visto de um ano foi desenvolvido para estreitar as relações entre os países, permitindo que seus cidadãos (na maioria dos casos até 30 anos de idade) possam viver e trabalhar no Japão e vice-versa.

Para mais informações, por favor visite o site da Embaixada do Japão em Portugal.

Existem restrições  de idade?

Não existem restrições de idade no visto para o Japão, mas algumas escolas podem ter restrições para pessoas mais velhas ou que não tenham ensino superior (afinal é a escola que vai patrocinar o seu visto para o Japão, cabendo a ela decidir qual tipo de aluno deseja ensinar). Por isso, é muito importante escolher sua escola com cuidado!

Entre em contato conosco para avaliarmos o seu caso e oferecer orientações sobre como proceder através do email info@gogonihon.com.

Bons estudos!

Se você quiser conhecer mais sobre o Japão e sua cultura, siga o blog do Go! Go! Nihon.