O turismo no Japão só cresce. Em 2017, o país atraiu quase 29 milhões de turistas e a meta do governo é chegar em 40 milhões até 2020, quando Tokyo sediará os Jogos Olímpicos. Apesar de uma certa burocracia, tirar um visto de turista para o Japão não é difícil e continua sendo o jeito mais fácil de visitar a terra do sol nascente.

Visitar o Japão pode ser uma experiência incrível, especialmente para nós ocidentais. Apesar do Brasil ter a maior colônia de descendentes de japoneses do mundo, o Japão ainda é um mundo bem diferente para nós brasileiros.

O que fazer com um visto de turista 

Para entrar no Japão, passar pela imigração e sair do aeroporto, os visitantes precisam de um visto. No caso do turismo no Japão, falamos de visto temporário ou visto de visitante de curta duração, para quem pensa em passear. Dependendo do país de origem do visitante, os vistos temporários permitem uma visita de até 3 meses (90 dias).

Se os visitantes vierem para passear, fazer turismo, ir a conferências, ver amigos/parentes, etc., então o visto de visitante é perfeito. Qualquer outra coisa – qualquer tipo de atividade remunerada, extensão do tempo permitido, coisas não relacionadas ao turismo – necessitarão de um tipo diferente de visto, juntamente com diferentes solicitações.

Se você deseja estudar japonês em uma escola de idiomas no Japão, recomendamos o visto de estudante de longa duração. No entanto, é possível estudar em uma escola de idiomas com um visto temporário se você tiver uma escola disposta a patrociná-lo. Observe que as opções de escola serão mais limitadas, pois nem todas elas oferecem opções de curta duração.

Como conseguir um visto temporário para o Japão

Cidadãos de determinados países precisam obter um visto temporário japonês com antecedência antes de entrar no Japão. Entre esses países estão Rússia, China, Índia, Brasil, Filipinas, alguns países asiáticos e países do Oriente Médio e da África – aplicam-se regras específicas para cada país, portanto,  visite o site do Ministério das Relações Exteriores do Japão para conhecer os requisitos e imprimir os documentos aplicáveis.

O procedimento de documentação geralmente é gratuito, embora haja uma taxa para o atual visto de visitante. A taxa varia de acordo com o visto de entrada única, entrada múltipla ou trânsito. Os visitantes também devem se certificar de que seu passaporte é válido por 90 dias após a data de partida do Japão.

Atualmente, 68 países estão isentos do visto para entrar no Japão. Cidadãos da maioria dos países europeus, Austrália, Nova Zelândia e América do Norte podem ficar 15, 30 ou 90 dias no país, dependendo de sua escolha. Para pessoas desses países, é possível chegar ao aeroporto no Japão sem ter solicitado um visto de visitante no Japão e receber um carimbo que permite ficar um tempo no país.

Para verificar se o seu país está isento de visto, os visitantes devem consultar o site do Ministério das Relações Exteriores do Japão. Embora os visitantes desses países sejam isentos de visto, é importante lembrar que isso ainda significa que as visitas devem ser relacionadas à turismo.

Regras e considerações

Existem pequenos detalhes importantes durante a sua visita no Japão. Todos os visitantes precisam carregar o passaporte o tempo todo. Seja para sair só pra comprar um café (ou uma coca-cola congelada, sim, isso existe!) na loja de conveniência (aqui chamadas de コンビニ konbini) mais próxima ou pegar o trem-bala (新幹線 shinkansen), é importante que o visitante tenha o seu passaporte consigo.

Caso seja solicitado pela polícia ou outra autoridade, o visitante deverá apresentar o passaporte. Também é necessário ter em mãos a passagem de volta. Fica a critério do fiscal do aeroporto de entrada conferir a passagem, mas é melhor prevenir do que se lamentar.

Não é muito difícil, mas o mais importante é que os visitantes verifiquem com o Ministério das Relações Exteriores quais são as regras de visto aplicáveis ao seu país.

Extensão do visto temporário

Visitantes de um número limitado de países podem solicitar uma extensão do seu visto temporário. Esses países são Irlanda, Reino Unido, Áustria, Suíça, Alemanha, México e Liechtenstein. A extensão permite que os visitantes permaneçam até 6 meses com um visto bilateral de regime de isenção de visto.

Se você é de um desses países e deseja a extensão, deve solicitar ao Ministério da Justiça (Departamento Regional de Imigração) antes que o seu atual período de permanência expire.

Visite o Japão com Viagens de Estudo da Go! Go! Nihon

O Japão não se limita à apenas Tóquio, Osaka e Kyoto. Okinawa tem águas tão azuis e claras que às vezes é possível ver o fundo do oceano. Kyushu tem seu rico e farto caldo de osso de porco cozido (豚骨, Tonkotsu), Shikoku tem suas longas estradas panorâmicas: o país tem muito a oferecer, é provável que você precise voltar para o Japão com outro visto temporário!

Se você mal pode esperar para experimentar todos esses locais maravilhosos por si mesmo, definitivamente confira o Studytrip.com, onde há todos os tipos de programas para atender às necessidades dos amantes do Japão!

Se você está pensando em fazer uma viagem curta ao Japão, mas está preocupado com a barreira do idioma, confira nosso curso intensivo de japonês para iniciantes. Este curto de duas semanas ensina o básico do idioma e frase úteis para ajudá-lo a sobreviver na sua visita. Para mais informações e para se inscrever, visite nosso site.