O turismo no Japão só cresce. Em 2017, o país atraiu quase 29 milhões de turistas e a meta do governo é chegar em 40 milhões até 2020, quando Tokyo sediará os Jogos Olímpicos. Apesar de uma certa burocracia, tirar um visto de turista para o Japão não é difícil e continua sendo o jeito mais fácil de visitar a terra do sol nascente.

Visitar o Japão pode ser uma experiência incrível, especialmente para nós ocidentais. Apesar do Brasil ter a maior colônia de descendentes de japoneses do mundo, o Japão ainda é um mundo bem diferente para nós brasileiros.

carimbo do Visto de turista para o Japão

Como tirar um visto de turista para o Japão

O visto de turista deve ser tirado no Consulado do Japão da sua cidade. Caso não exista um, é necessário procurar nas cidades que atendam o local onde o requerente more. Neste site existe uma lista de todos os consulados e escritórios consulares do Japão no Brasil, com seus respectivos endereços.

Os documentos necessários para tirar o visto japonês são:

  1. Passaporte (original e com no mínimo 3 meses antes de vencer)
  2. Formulário de Solicitação de Visto (original)
    • assinado conforme o passaporte
    • menores de 18 anos, assinatura do responsável
    • RG do responsável acima (cópia simples)
  3. Uma foto 4,5X4,5cm ou 3X4cm nítida e recente
  4. Carteira de Identidade RG ou RNE (cópia simples)
  5. Passagem de ida e volta ou print de reserva de todos os trechos (original e cópia simples)
  6. Cronograma de viagem (original)
  7. Comprovante de renda (original e cópia simples)

O cronograma de viagem deverá conter todas as cidades que serão visitadas, o que será feito nessas cidades (brevemente), junto com endereços das hospedagens (seja hotel, residência etc).

É importante se preparar, mas não peça o visto com muita antecedência pois ele tem validade e você terá que fazer o processo novamente se fizer muito cedo.

Também é necessário o pagamento de taxa de serviço no valor de R$ 179 no ato da solicitação de visto. Se o turista for a Okinawa, essa taxa é isenta (é necessário comprovar na solicitação do visto, seja com passagem de avião ou com hotel reservado).

Para mais detalhes sobre os documentos necessários, formulários e informações de vistos mais específicos, confira o site do Consulado do Japão em São Paulo.

Atualmente existem 67 países que não precisam de visto de turista para o Japão. Cidadãos da maioria dos países europeus, EUA, Argentina, Chile entre outros. Se você, mesmo sendo brasileiro, tiver uma cidadania desses países, também é possível usar o respectivo passaporte, evitando todo o trabalho de tirar um visto. Quando o país é isento de visto, o visitante não precisa fazer nada anteriormente, sendo necessário só passar pela imigração e receber um visto lá na hora.

Para conferir quais países não necessitam de vistos de turista, confira o site do Ministry of Foreign Affairs (em inglês).

Controle de imigração em aeroporto japonês

O que fazer com um visto de turista 

O visto de turista para o Japão é exatamente como indicado. É para o turismo. Se os visitantes desejam fazer um turismo tradicional, fazer mochilão, irem a conferências, visitar amigos/parentes etc, esse visto é perfeito. Com esse visto é proibido trabalhar e você não pode estudar por um período longo – para isso outros vistos são necessários. Se você deseja viver no Japão, existem outras maneiras, como estudar.

Porém, é possível fazer cursos de curta duração (até 90 dias) como por exemplo, um curso de shodō (書道 – caligrafia japonesa) ou um curso de origami (折り紙), para aprender mais sobre a cultura japonesa.

As cidades mais famosas do Japão são provavelmente Tokyo, Osaka, Kyoto e Hiroshima. Essas cidades são realmente lindas e merecem a visita, porém o Japão é muito mais do que elas.

Dependendo da época do ano, diversos festivais acontecem de norte a sul do país. Durante o inverno, por exemplo, Sapporo (capital de Hokkaido) tem o Festival de Neve, com belíssimas esculturas de gelo.

Okinawa possui praias que não irão desapontar, mesmo o brasileiro mais exigente. No monte Koya é possível ter a experiência de dormir em um templo e experimentar comida budista. É possível também visitar diversas cervejarias e destilarias de sake! Diferentes atividades não faltam.

Regras e considerações

Existem pequenos detalhes importantes durante a sua visita no Japão. Todos os visitantes precisam carregar o passaporte o tempo todo. Seja para sair só pra comprar um café (ou uma coca-cola congelada, sim, isso existe!) na loja de conveniência (aqui chamadas de コンビニ konbini) mais próxima ou pegar o trem-bala (新幹線 shinkansen), é importante que o visitante tenha o seu passaporte consigo.

Isso por que a qualquer momento na rua, um policial pode parar você e pedir identificação. Aconteceu comigo na minha primeira visita ao Japão, em 2010.

Ao passar pela imigração, também é importante ter em mãos cópias das reservas dos hotéis e da passagem de volta. O agente de imigração pode pedir para ver esses documentos. Melhor estar preparado do que passar por apuros!

Boa viagem!

Se você quiser conhecer mais sobre o Japão e sua cultura, siga o blog do Go! Go! Nihon.