O ano novo japonês é bem diferente do brasileiro. Vestir branco? Pular sete ondinhas? Comer lentilha? Soltar fogos de artifício em todo canto? Nada disso. Assim como há diferenças em diversos aspectos da cultura, culinária etc., o jeito de comemorar o ano novo por aqui também possui as suas particularidades.

Conhecido em japonês como oshougatsu (お正月), o ano novo japonês tem seus eventos e comidas próprios e, claro, compras. Neste post, vamos falar sobre algumas dessas festividades, para que você fique bem informado.

Osechi ryori

Osechi ryouri (おせち料理)

A refeição do ano novo japonês é conhecida como osechi ryouri. Ela consiste em um banquete especial que inclui diversos pratos preparados antes das festividades, dispostos em uma caixa de madeira laqueada dividida em três partes chamada juubako (重箱). Essa refeição foi concebida para ser servida nos três primeiros dias do ano, tendo que durar esse período em uma época que não existia geladeira.

Entre as diversas comidas servidas, temos o ozouni (お雑煮), uma sopa à base de mochi, vegetais, frutos de mar e, às vezes, carne. Quem come o ozouni no oshougatsu terá sorte e a graça dos deuses durante o ano. Entre outros alimentos consumidos nessa época, temos o tradicional mochi(餅 – bolinho a base de arroz), amakaze (甘風 – destilado de arroz de teor alcoólico leve),  toshikoshi soba (年越しそば – macarrão de trigo sarraceno), daidai (橙 – laranja asiática), datemaki (伊達巻 – um tipo de omelete) e kuro-mame (黒豆 – um tipo de soja).

Ficou curioso para aprender mais? Confira nosso outro artigo exclusivo!

Hatsumōde (初詣)

O hatsumōde é a primeira visita do ano a um santuário ou templo xintoísta e budista. Muitos fazem a visita nos três primeiros dias do ano, pois a maioria dos trabalhadores no Japão está de folga de 29 de dezembro a 3 de janeiro de cada ano.

Diversos santuários e templos pelo país participam desse evento, sejam eles pequenos e desconhecidos ou grandes e famosos. As filas e a quantidade de pessoas por templo podem variar muito. Em alguns casos, as pessoas podem ficar por horas esperando a sua vez chegar. Alguns recebem milhões de visitantes durante esses três dias!

Entre as centenas de templos e santuários localizados em Tóquio, os mais famosos para visitação são: Santuário Meiji (Shibuya), Templo Sensoji (Asakusa), Santuário Yasukuni (Chiyoda) e Templo Zozoji (Minato). Em Tóquio, um dos lugares menos movimentados para o hatsumōde é o Santuário Yasukuni, localizado em Shinjuku. Uma das principais razões para visitar este santuário é a decoração, com emas e pipas. Performances musicais e demonstrações de artes marciais também são realizadas neste santuário durante esse período.

Outros templos e santuários interessantes para serem visitados são: Santuário Fushimi Inari (Kyoto), Heian Jingu (Kyoto), Kitan Tenmangu (Kyoto), Santuário Sumiyoshi (Osaka), Santuário Hokkaido (Sapporo).

Saudação de ano novo do imperador

Na manhã de 2 de janeiro, o imperador e a família imperial fazem uma breve e rara aparição pública em um pátio interno do Palácio Imperial, localizado em Chiyoda, Tóquio. Essa é uma das poucas chances de ver a família imperial em público. Este foi um ano importante para o Japão, pois um novo imperador subiu ao trono, iniciando a era Reiwa (令和), e será a primeira vez que o imperador Naruhito falará ao público.

Há boatos de que o Imperador Emérito Akihito e a Imperatriz Emérita Michiko participarão do evento também. O antigo imperador e o atual não aparecem juntos em ocasiões públicas desde a sucessão em maio, para evitar a percepção de que ter os dois juntos cria uma espécie de dupla autoridade imperial.

De acordo com a Agência da Casa Imperial, o evento esse ano acontecerá das 9h30 às 14h10. Para maiores detalhes, consulte o site da agência (em inglês).

Fukubukuro (福袋)

Outro costume presente na cultura do ano novo japonês é a fukubukuro, que é nada mais do que uma sacola da sorte misteriosa. Por um preço fixo, lojas vendem uma sacola com uma variedade de artigos que, somados, valem mais do que o preço normal de compra. A desvantagem é que você não sabe exatamente o que irá receber, tornando esse produto como apostar na loteria ou comprar um gachapon (ガチャポン). Todo tipo de varejista oferece fukubukuro, desde marcas de eletrônicos à cafés.

Algumas marcas muito famosas e requisitadas podem exigir que você reserve a sua fukubukuro antecipadamente. Portanto, é importante pesquisar se você já tiver alguma marca em mente. Algumas delas podem não oferecer reserva e irão vender para quem chegar primeiro na loja, o que pode criar longas filas.

Uma outra dica é procurar por lojas locais na área em que você mora. Pode ter alguma loja independente de chá ou incenso, por exemplo, com ótimas oportunidades, além de apoiar marcas menores.

Lembre-se de que você estará recebendo diversos produtos que não foram vendidos durante o ano e que as lojas querem queimar o estoque (como as lojas fazem as famosas liquidações depois do natal no ocidente). Se você for comprar uma, lembre-se de escolher uma marca que você sabe que ficará feliz com o que receber.

Para mais informações sobre fukubukuro, acesse esse nosso outro artigo.

Akemashite omedetou gosaimasu! (feliz ano novo!)

Agora que você sabe das principais tradições do ano novo japonês, não deixe de pelo menos experimentar a osechi ryouri, caçar fukubukuros, visitar algum templo e, quem sabe, apreciar a saudação do imperador. Entrar no ano novo mergulhado em uma cultura nova é uma ótima forma de começar o ano novo com tudo.

Se quer saber mais sobre cultura japonesa, não deixe de seguir o blog da Go! Go! Nihon para mais informações sobre o Japão.