Parabéns, você conseguiu uma entrevista de emprego no Japão.Mas agora, tal como acontece com entrevistas em qualquer outro lugar do mundo, você deve estar preparado para responder algumas das perguntas mais comuns feitas em uma entrevista de emprego japonesa. Listamos as 20 mais comuns abaixo.

Certifique-se de pesquisar bastante sobre a empresa com a qual você está se candidatando, e pense na impressão que você deseja passar para o entrevistador, sempre usando exemplos para embasar as suas respostas. Se você não for fluente em japonês, talvez seja útil revisar algumas palavras-chave que você não gostaria de esquecer de usar ao responder a algumas dessas perguntas.

1. Conte-me sobre você.

Chamado jikoshōkai (自己紹介), muitos entrevistadores começarão a entrevista perguntando sobre você. Você deve preparar um resumo de um minuto sobre quem você é, destacando seus pontos fortes ou experiências que você possua. Não fale sobre a história da sua vida ou o seu currículo todo. Isto é apenas uma introdução.

Comece com o seu nome, diga algumas frases sobre si mesmo e termine com yoroshiku onegai itashimasuu (宜しくお願いいたします).

2. Por que você quer trabalhar para a nossa empresa?

Esta é uma das questões mais importantes que surge em quase todas as entrevistas. Diga ao entrevistador porque quer o emprego. Identifique alguns fatores que fazem de você um ótimo candidato para a vaga, seja suas paixões, habilidades ou experiências, e compartilhe porque você ama a empresa. Isso deve coincidir com a seção shibodoki (志望動機) do seu currículo, na qual você pode expandir.

3. Conte-me sobre suas experiências em empresas anteriores/na escola.

Fale sobre o seu passado. Certifique-se de se concentrar em habilidades e experiências relacionadas com a posição para a qual você está se candidatando.

4. Por que deixou sua última posição?

Por que você está indo embora? Por que você foi demitido? Tente evitar ser muito negativo ao responder a esta pergunta. Este não é o momento para trazer à tona seu ódio pelo seu último chefe ou problemas com projetos em que você trabalhou. Tente se concentrar no futuro trabalho, seja por querer algo mais desafiador ou por querer expandir as suas habilidades.

5. Qual é a sua maior conquista?

Não seja tímido ao responder a esta pergunta, esta é a hora de se gabar! Dê um breve histórico e descreva o que você fez e as suas conquistas. Certifique-se de dar resultados concretos com números (por exemplo, as vendas aumentaram em 50%).

6. Conte-me sobre um desafio ou conflito que você enfrentou e como você lidou com ele.

O entrevistador quer saber como você lida com conflitos. Certifique-se de escolher algo que teve um resultado positivo ou que você aprendeu algo e siga a mesma dica da pergunta anterior. Dê um breve histórico e descreva o que você fez e como você superou isso.

7. Dê um exemplo de uma época em que você exerceu liderança.

Dependendo do que for importante para o cargo ou empresa para a qual você está se candidatando, escolha uma situação em que você liderou uma equipe ou um projeto até a conclusão. Mostre como você foi um líder na situação e como as suas habilidades o ajudaram, com um exemplo memorável.

8. Conte-me sobre seu plano de carreira.

Onde você se vê em cinco anos? Dez anos? Obviamente, inclua a empresa no seu plano de carreira. Certifique-se de incluir experiências ou habilidades que você pode ganhar na futura posição ou algo que gostaria de realizar na empresa. Você não quer dar a impressão de que vai mudar de emprego em um curto espaço de tempo ou que gostaria de estar fazendo algo completamente diferente do que você pode fazer na empresa.

9. Quais são os seus pontos fortes?

Destaque seus pontos fortes com exemplos. Você deve preparar pelo menos três pontos fortes para apresentar. Um bônus se eles forem habilidades que a empresa/posição exige, mas não invente apenas para se encaixar a descrição do trabalho. É mais importante mostrar ao entrevistador as suas verdades qualidades.

10. Quais são suas fraquezas?

Mesmo que seja verdade, não diga que você é ruim em cumprir prazos ou que não gosta de falar ao telefone. Pior ainda, não diga que você não tem nenhuma fraqueza. Todos têm fraquezas. É importante saber quais elas são e, ao mesmo tempo, ser capaz de mostrar ao entrevistador como você está trabalhando para superá-las.

11. Por que deveríamos contratá-lo?

Destaque seus pontos fortes ou habilidades que mais beneficiarão a empresa. Dê um exemplo de uma situação com alto desempenho no passado ou descreva como você será uma bom complemento para a empresa.

12. Como seus colegas e/ou amigos descrevem você?

É basicamente outra oportunidade para compartilhar com o entrevistador seus pontos fortes enquanto demonstra como você trabalha com outras pessoas. Seja honesto e destaque uma qualidade ou duas. É ótimo para mostrar que você é bom para trabalhar em equipe ou como trabalha com outras pessoas.

13. Por que você ficou um tempo sem trabalhar?

Se você ficou um tempo fora do mercado de trabalho, seja honesto e concentre-se no que você gostaria de fazer agora e no futuro. Se você tirou um período para estudar no exterior, explique o quanto aprendeu e o que quer fazer com suas habilidades japonesas recém-melhoradas!

14. Como você lida com a pressão ou situações estressantes?

Uma boa maneira é dizer ao entrevistador uma estratégia ou tática que você usa para lidar com essas situações e dar um exemplo que você teve que lidar (e como resolveu) no passado. Destaque como você pode lidar com essas situações para atingir seus objetivos.

15. Com quais outras empresas/indústrias você tem se candidatado/está fazendo entrevistas?

Seja honesto sobre quais processos seletivos você está envolvido, mas deixe claro para o entrevistador que a empresa dele é a sua escolha principal. Mesmo que você seja um grande candidato, na maioria dos casos as empresas não farão uma oferta se você deixar transparecer que a empresa é uma segunda opção. Se você está se candidatando à indústrias diferentes, tente elaborar uma justificativa interessante, assim o entrevistador entenderá porque você está aplicando para determinadas empresas.

16. Como você avalia empresas?

O entrevistador quer saber o que você valoriza no trabalho e, ao mesmo tempo, ver se você se encaixa na cultura da empresa. Especialmente se você estiver se candidatando a um grande número de empresas diferentes, é importante deixar claro o que você procura em um emprego. Mesmo que seja verdade, não diga ‘um salário alto’ ou ‘ótimos benefícios.’

17. Quais são as suas expectativas salariais?

Entrevistas para vagas no começo de carreira podem não fazer esse tipo de pergunta, pois muitas empresas já possuem uma estrutura de pagamento. Porém, se te fizerem esta pergunta, você precisa estar preparado. Faça sua pesquisa sobre os padrões da indústria e deixe claro ao entrevistador que você é flexível. As médias salariais podem ser diferentes no Japão do seu país de origem.

18. O que você gosta de fazer fora do trabalho?

Quais são os seus passatempos? O entrevistador quer conhecer você como pessoa e ver se você irá se encaixar bem com a cultura da empresa. Você pode compartilhar com eles o que gosta de fazer, mantendo uma postura profissional. Um passatempo saudável, como praticar esportes ou um intelectual, como ler (ou estudar japonês!) geralmente passa uma impressão positiva. Algo único e incomum pode soar interessante para o entrevistador, fazendo você se destacar.

19. Se você fosse um animal, o que você seria?

Ou qualquer outra pergunta estranha aparentemente sem sentido. Não deixe que isso te desanime. O entrevistador só quer ver como você reage a perguntas inesperadas e ver a sua personalidade. Seria ótimo se você pudesse conectar com os seus pontos fortes mencionados anteriormente ou bolar uma resposta interessante, mas realmente não existe certo ou errado.

20. Quais perguntas você tem para mim?

Muitas entrevistas terminarão com o entrevistador perguntando se você tem perguntas para eles. Você sempre deve ter várias perguntas preparadas para fazer, além de quaisquer perguntas que possam surgir durante a entrevista de emprego no Japão.

Pesquise a empresa, a indústria, a posição que você está se candidatando e qualquer outra coisa que possa ser importante. Não faça perguntas para as quais respostas podem ser facilmente encontradas no site da empresa. Você deve saber os prós e contras da empresa antes de fazer uma entrevista.

Algumas perguntas que você poderia fazer podem ser sobre a equipe com a qual você irá trabalhar, desafios comuns, o que a empresa mais valoriza em seus funcionários, informações sobre notícias recentes da empresa etc. Tente pesquisar pelo menos cinco perguntas interessantes para fazer ao seu entrevistador.

Agora você está pronto para sua entrevista de emprego em japonês. Ganbatte ne!

Se você quiser conhecer mais sobre o Japão e sua cultura, siga o blog do Go! Go! Nihon.

Traduzido do original por Andre Euphrasio