Apresentar-se ao conhecer uma pessoa nova parece ser uma tarefa fácil. Porém, no Japão, culturalmente existem alguns procedimentos a serem seguidos. Apresentar-se em japonês vai além do ‘Prazer, meu nome é Fulano’. Aqueles que assistem anime já podem ter uma ideia do que eu estou falando.

Ao estudar japonês, aprender a se introduzir (自己紹介, jikoshoukai, jiko significa ‘si próprio’ e shoukai significa ‘introdução’) faz parte do currículo básico. Portanto, ao vir ao Japão, seja para estudar, trabalhar ou simplesmente fazer turismo, saber como se apresentar da maneira correta é uma habilidade fundamental.

Apresentar-se em japonês

O Jikoshoukai

Nenhum japonês espera que um turista ou estudante fale o idioma deles perfeitamente, porém, sabendo se apresentar em japonês, certamente abrirá uns sorrisos. Entender a situação, saber algumas palavras e saber quando se curvar: todos esses pequenos detalhes já podem fazer uma diferença enorme.

Comece com um ‘oi/olá’ (こんにちは, konnichiwa) se for durante o dia, um ‘boa noite’ (こんばんは, konbanwa) se for mais tarde, ou um ‘prazer em conhecê-lo’ (はじめまして, hajimemashite). Hajimemashite significa algo como ‘é a primeira vez que te encontro’, sendo a expressão mais básica ao se apresentar.

Logo em seguida, fale o seu nome: “_____ to iimasu” (_____と言います – Meu nome/me chamo _____). Se você preferir ser mais formal, pode dizer “Watashi wa _____ to omoushimasu“(私は_____と申します – Eu me chamo _____).

O costume é, logo em seguida, falar da onde você veio. Para falar da nacionalidade basta falar o nome do país e adicionar o sufixo 人 jin. Por exemplo, “Burajiru jin desu” (ブラジル人です – Eu sou brasileiro). Para falar de qual cidade ou estado você veio, basta dizer, “_____ kara kimashita”. Por exemplo,”San Pauro kara kimashita” (サンパウロから来ました – Eu sou de São Paulo).

Estes são os pontos básicos! Já é um bom começo mas é possível aperfeiçoar a introdução ainda mais.

Após a frase inicial do nome e origem, você pode falar sobre o que está fazendo no momento. No Japão, as pessoas geralmente só falam que trabalham em escritório, sem especificar a profissão. Ou no caso de estudantes, que só são estudantes. As frases então ficariam “kaishain desu” (会社員です – Eu sou um funcionário de empresa/trabalho em uma empresa) ou “gakusei desu” (学生です – Eu sou um estudante).

Em seguida, também é comum falar sobre algo que goste, como um passatempo, ou alguma outra característica pessoal. Para falar do passatempo, é só dizer “shumi wa ______ desu” (趣味は______です – O meu passatempo é ______).

Essas informações já são o suficiente. Se você quiser expandir um pouco mais a apresentação, é possível falar sobre mais alguma outra coisa que você goste (por exemplo, comida ou estilo musical) ou algo em que você seja bom. Por exemplo, para falar sobre algo que você goste, diga “______ ga suki desu” (______が好きです – Eu gosto de ______).

Para falar sobre algum ponto forte seu, diga “______ wa tokui desu” (______は得意です- O meu ponto forte é ______ ). Aqui é importante lembrar-se de ser humilde. As pessoas querem conhecer mais sobre você, mas muito disso pode passar uma imagem de uma pessoa metida e esnobe.

Após a introdução, o educado é dizer Yoroshiku Onegaishimasu (よろしくおねがいします). Essa expressão é difícil de ser traduzida, e pode ser expressada algo como ‘Por favor seja simpático/gentil comigo’.

O “discurso” inteiro para apresentar-se em japonês então ficaria:

はじめまして。

アンドレと言います。ブラジル人です。サンパウロから来ました。

学生です。趣味は______です。______は得意です。

よろしくおねがいします。

Etiqueta

Sutileza é um aspecto importante da cultura japonesa. Ela está presente em todo lugar, seja nas artes, nos gestos físicos ou na próprio idioma. Conhecer os mínimos detalhes irá sempre contar ao seu favor. Por exemplo, na cultura japonesa, é importante lembrar que o sobrenome vem antes do primeiro nome, por isso é importante lembrar de inverter as posições ao dizer o “______ to iimasu” ao apresentar-se em japonês.

Apesar de apertarmos as mãos no ocidente (ou até mesmo nós abraçarmos de vez em quando no Brasil), no Japão esse ato é geralmente reservado para pessoas com a mesma posição ou com uma posição mais baixa (e abraços nunca!). Por exemplo, se essa pessoa é o seu chefe, o seu professor ou alguém que você não conhece, o ideal é fazer uma reverência ao terminar de falar. E lembre-se de não se curvar enquanto estiver falando – é considerado rude se curvar enquanto fala. É importante lembrar desses pequenos detalhes para passar uma boa primeira impressão.

Personalizando a sua apresentação

Apresentar-se em japonês corretamente pode ser uma ótima maneira de se diferenciar e causar uma boa impressão logo de cara. Adaptar a introdução é sempre possível, ainda mais quando você tiver um conhecimento maior do idioma. Saber quando usar uma linguagem mais formal ou informal dependendo da situação também certamente irá contar pontos ao seu favor.

As pessoas são curiosas por natureza, especialmente quando você é um estrangeiro morando ou visitando o país delas. Fale sobre sua cidade/país, quais são seus planos para o Japão ou sobre futuro. Lembre-se do básico, observe a etiqueta e divirta-se!

Se você quiser conhecer mais sobre o Japão e sua cultura, siga o blog do Go! Go! Nihon.