Você pode até não estar familiarizado com a palavra “Ukiyo-e”, mas há grandes chances de ter visto a famosa Grande Onda de Kanagawa. Esta bela peça foi criada por meio de impressão em xilogravura e, ela, ao lado de outras pinturas neste estilo, compõem o estilo de arte japonesa que chamamos de ukiyo-e.

ukiyo-e postcard art

A história da arte japonesa do Ukiyo-e

“Ukiyo-e” 浮世絵 significa “imagens de um mundo flutuante” e é uma das mais conhecidas formas de artes japonesas.  Ela floresceu entre os séculos 17 e 19 e a maior parte dos trabalhos retrata elementos da indústria de entretenimento da época, que eram populares entre os comerciantes da época.

Os temas falavam um pouco de tudo, desde atores de Kabuki, paisagens de viagens, representações de contos populares, lutadores de sumô e belas mulheres. A própria palavra “ukiyo” foi originalmente usada para descrever as indulgências da classe mercantil no teatro kabuki, os distritos do prazer e as gueixas.

O Ukiyo-e é composto de pinturas e gravuras em xilogravura, embora estampas fossem mais populares na época e tornaram os trabalhos mais acessíveis para a classe dos comerciantes. Blocos de madeira planos eram esculpidos e cobertos com tinta, depois eram pressionados sobre um papel para criar desenhos.

As pinturas seguem o mesmo estilo das estampas, mas as estampas às vezes exigiam muito mais trabalho e eram, por vezes, produzidas por uma equipe. O artista da obra seria creditado pela criação dela, mas diferentes artesões produziam a escultura de madeira, pintando o bloco e o imprimindo.

Artistas notáveis do Ukiyo-e

Alguns dos maiores nomes do ukiyo-e ainda são conhecidos em todo o mundo e têm muita influência em outras culturas.

Katsushika Hokusai

Hokusai é famoso por sua grande obra que retrata as ondas de Kanagawa, mas ele produziu mais do que apenas esta obra. A peça em si faz parte da coleção Trinta e Seis Paisagens do Monte Fuji criada por volta de 1831. Grande parte do trabalho de Hokusai tinha como foco paisagens e a natureza. Ele também passou a ser venerado por ampliar os temas tratados no movimento Ukiyo-e, na medida em que deixou de representar somente atores e cortesãs do Kabuki.

Antes disso, ele também produziu várias coleções de mangás, sendo que muitos consideram seu trabalho como uma fonte de influência para o mangá atual.

Utagawa Hiroshige

O trabalho de Hiroshige foi particularmente influenciado pelo de Hokusai. Mas ele passou a ser um artista igualmente influente no movimento. Sua produção é extensa, com mais de 8 mil obras durante a sua vida. Seu trabalho foi mais focado em viagens e provavelmente você lembrará de muitas de suas obras como peças com paisagens tranquilas do Japão. Ele teve uma forte influência em artistas de nome, como Van Gogh.

Hishikawa Moronobu

Um dos primeiros artistas dentro do movimento foi Hishikawa Moronobu. Seu trabalho era centrado em retratar belas mulheres e cortesãs e, de início, era feito em preto e branco. Ele popularizou a técnica de colorir à mão, ao invés de usar camadas impressas de cores, que era como as impressões normalmente eram criadas no Ukiyo-e.

Utagawa Kuniyoshi

Kuniyoshi é frequentemente conhecido por suas representações de guerreiros samurais e criaturas místicas do folclore. Ele teve uma influência muito mais forte no ocidente em comparação com outros artistas de Ukiyo-e, além de incorporar técnicas de perspectiva de luz e sombra.

Uma de suas obras mais famosas é o Tríptico Takiyasha, a Bruxa e o Espectro de Esqueleto.

ukiyo-e art on keychains

Arte japonesa e a influência do Ukiyo-e no mundo todo

Na década de 1870, a cultura japonesa começou a caminhar pelo mundo, com o Ukiyo-e sendo um grande símbolo deste momento. Ele influenciou a arte de muitos impressionistas e pós-impressionistas, como parte das tendências do “Japonismo” da época.

Possivelmente, um dos artistas mais influenciados pelo Ukiyo-e tenha sido Van Gogh, que supostamente se inspirou nas paletas de cores e também no estilo de composição da arte. Suas pinturas em flores de amendoeiras certamente têm muitos paralelos com representações de flores de cerejeiras encontradas em muitas gravuras de Ukiyo-e.

Mais recentemente, a influência do Ukiyo-e ainda pode ser vista no mundo e no próprio Japão. Em 2016, a Seibu Railway Company imprimiu uma série de panfletos no estilo Ukiyo-e com informações sobre trens com o propósito de promover respeito e consideração com os seus trens.

Empresas como a Uniqlo usam estampas e estilos de Ukiyo-e em algumas de suas camisetas gráficas, o que não é algo comum comparado com outros estilos de arte.

Embora não se possa afirmar que o Ukiyo-e seja diretamente responsável pelo fascínio das pessoas pelas gravuras, certamente ele desempenhou um papel na história da impressão, como um meio que tornou as artes acessíveis para as massas. Muitas gráficas em todo o mundo ajudam os artistas a criarem trabalhos reproduzíveis, mais únicos, embora de maneiras mais fáceis do que esculpir em um bloco de madeira. Pode-se dizer também que continuamos a representar o “mundo flutuante” do Ukiyo-e em pôsteres de bandas e atores que lotam as paredes de nossos quartos.

Fique atento às influências baseadas no Ukiyo-e ao viajar pelo Japão. Será possível perceber algumas influências inesperadas.

Leia mais sobre outra forma tradicional de arte japonesa em nosso artigo sobre shibori. Para mais informações sobre cultura japonesa, leia mais nosso blog