Existe algo mais comum e mundano do que ir ao supermercado? Quando você conhece bem o supermercado local, comprar manteiga de amendoim no corredor quatro, ao lado das geleias caseiras, não exige qualquer pensamento consciente, está tudo no piloto automático.

Mas ir ao supermercado no Japão é totalmente diferente! À primeira vista não há nada de incomum: frutas e legumes, produtos congelados, caixas perto da saída e vários corredores que compõem a loja. É na hora de explorar cada um desses corredores que a maioria percebe que não está mais em seu país!

Supermercados no Japão

País diferente, produtos diferentes: os supermercados no Japão

A culinária japonesa (washoku) é diferente da culinária ocidental (youshoku), o que não é uma surpresa para ninguém. Assim sendo, é perfeitamente compreensível que os supermercados no Japão vendam vários produtos que você nunca viu ou sequer ouviu falar. Obviamente, há os clássicos udon (うどん), soba (そば), sōmen (素麺),  mas também coisas menos comuns, como o okonomiyaki (お好み焼き);  um tipo de panqueca com repolho que é muito popular em Osaka e Hiroshima.

Não podemos nos esquecer também dos longos corredores cheios dos mais diferentes tipos de ramen instantâneo (e o longo tempo de contemplação até escolher)!

Abaixo colocamos produtos que podem surpreendê-lo no começo:

  • Nattō (納豆): soja fermentada
  • Tsukemono (漬物): comida em conserva; produtos que foram banhados em vinagre
  • Kon’nyaku (こんにゃく): tipo de geleia preta ou branca, feita a partir da planta konjac
  • Shirataki (白滝): macarrão fino e translúcido feito de konjac
  • E muito mais

Supermercados no Japão

Frutas e verduras: um luxo?

Você pode não saber, mas as frutas e verduras nos supermercados no Japão costumam ser bem caras. Não estou me referindo às lojas refinadas, em locais chiques como Ginza, em Tóquio, onde os preços são absurdamente altos (duas mangas são mais de R$1,6 mil), mas de supermercados comuns onde a maçã custa entre R$10 e R$ 20 e, o melão fica entre R$30 e R$105. Quem gosta de frutas fica sem dinheiro rapidinho.

Abaixo listamos duas maneiras de conseguir sua dose diária de frutas e verduras sem gastar muito:

  • Procure pela Lawson 100 mais próxima. Estamos falando de outra marca e negócio da popular konbini (コンビニ) Lawson, com produtos sendo vendidos por 100 ienes, o que inclui alimentos importantes como frutas e verduras.
  • Siga as estações do ano. Embora seja possível obter qualquer coisa durante o ano, é fato que certos produtos são mais baratos dependendo da estação do ano. Exemplo: comprar tangerinas (mikan) no inverno, morangos na primavera, milho no verão e batata-doce do outono.

Supermercados no Japão

A seção dos alimentos prontos dos supermercados no Japão

Esta seção não se limita apenas aos chamados bentō (弁当), que tem uma grande variedade de refeições frias (como sashimi sushi) ou comida quente (peixe, frango frito, croquete com batata e arroz, macarrão e etc), os supermercados no Japão têm muitos outros tipos de alimentos. E ao contrário do bentō, estes alimentos são geralmente feitos na loja e, portanto, saem frescos. É possível encontrar karaage (唐揚げ), costeleta de porco frita chamada tonkatsu (豚カツ), tempura, mais croquetes (korokke, コロッケ ), legumes, misturas japonesas e arroz cozido! Como não sou um chef na cozinha, uso com frequência esta seção durante o horário de almoço do trabalho.

Como guardar dinheiro 

Enquanto estiver morando no Japão,  será preciso ir ao supermercado com uma certa frequência. Em certas ocasiões isto pode ficar caro, mas é totalmente normal. Abaixo deixamos algumas maneiras e formas de economizar dinheiro ao comprar mantimentos.

  • Vá de noite. A maioria dos supermercados do Japão oferecem descontos entre 5 da tarde e 8 da noite. É um bom momento para obter o que você precisa! Lembre-se, no entanto, que no final do dia, a seleção de produtos pode ser mais limitada.
  • Adquira um cartão de pontos. Japoneses amam este tipo de cartão e os supermercados sabem disso. Ao gastar é possível juntar pontos que podem ser usadas no lugar do dinheiro posteriormente.
  • Compre produtos locais. Exemplo: frutos do mar, frutas e legumes locais cultivados no Japão, arroz, laticínios japoneses, carne de porco e etc. Os alimentos importados costumam ser caros e podem ser difíceis de encontrar (é mais fácil obtê-los online).
  • Calce suas botas de chuva. Dias de chuva são depressivos e muitas pessoas querem ficar em ambientes mais fechados, o que significa que os supermercados têm um motivo para reduzir os preços e vender mais produtos.

Quando sua cesta ficar cheia, pague no caixa e empacote suas compras nos vários balcões do outro lado dos caixas. Por fim, mesmo depois de visitar o supermercado no Japão e, ainda várias vezes, sempre haverá algo novo para chamar atenção, por isso é sempre uma aventura!

Ainda está pensando em formas de economizar? Leia nosso artigo sobre como economizar dinheiro no Japão.