O Japão é um país que tem as suas estações bem definidas. A mais famosa é, com certeza, a primavera, quando as cerejeiras florescem de norte a sul do país. Porém, o inverno no Japão também oferece diversas opções para os brasileiros. De onsen (温泉) a vilas históricas, atividades interessantes e diferentes não faltam.

inverno no Japão

Luzes e compras

Embora não seja um país cristão, o inverno no Japão pode ser muito similar ao de países ocidentais. Apesar de não comemorarem o Natal como os ocidentais, podemos dizer que o ‘clima’ no país fica o mesmo. Diversos estabelecimentos, prédios, ruas e parques recebem decorações e luzes, por aqui chamados de イルミネーション (do inglês, illumination). É possível passar várias noites (e fins-de-semana) visitando os mais diversos locais, tanto em Tóquio, quanto pelo Japão inteiro.

Claro que junto com as festividades de final de ano, é hora também de fazer compras. Para aqueles de olho em uma uma pechincha, janeiro é um bom momento para fazer compras no Japão, com promoções em todas as lojas. Se você nunca teve a chance de visitar uma loja de departamentos japonesa, esse é o momento perfeito. Lojas de departamento japonesas são enormes, com tudo que você pode precisar para decorar e arrumar a sua casa. Além disso, as lojas de departamento são perfeitas para experimentar o tradicional omotenashi (お持て成し), o famoso jeito de tratar o consumidor no Japão. E acredite, é realmente tão excepcional quanto dizem por aí.

O inverno no Japão também é marcado por ‘sacolas especiais’ chamadas fukubukuro (福袋). Este ‘produto’ é um costume do ano novo japonês, em que os comerciantes fazem sacolas cheias de conteúdo aleatório desconhecido e as vendem com um grande desconto. É sempre interessante pesquisar com antecedência pois algumas marcas mais requisitadas exigem reservas ou ainda fazem sorteios!

Macaque Snow Monkeys of Nagano

Hora de relaxar

Depois das compras, é hora de relaxar. A melhor maneira para fazer isso é indo a um onsen, as águas termais típicas japonesas, bem atraentes no inverno. Diversos ryokan (旅館), as tradicionais hospedarias em estilo japonês, oferecem onsen em suas instalações.

Muitas destas fontes termais naturais estão localizadas em locais lindos, no meio da natureza. Há também algumas que estão ao ar livre, oferecendo a oportunidade de admirar a natureza a partir de um local sereno e quente. Existem diversas regras para usar o onsen, como por exemplo, áreas separadas para homens e mulheres, e a proibição de tatuagens. Sempre há exceções, por isso é bom pesquisar antes de visitar pela primeira vez. Temos um guia prático de etiqueta para ajudá-lo.

Um ryokan único e especial está na cidade de Yamanouchi, na província de Nagano. Localizado em frente ao Jigokudani Monkey Park, lá é possível desfrutar de um onsen ao ar livre com a presença de macacos-japoneses do parque vizinho. Estes macacos também adoram as águas termais e podem ser vistos durante todo o ano na região, mas a maioria das pessoas visita o local durante o inverno, quando a neve cobre a região inteira. Uma dica é chegar no final da tarde no ryokan, aproveitar o onsen, desfrutar da comida típica e dormir. Acorde cedo e seja um dos primeiros a chegar no parque, aproveitando assim os macacos sem a presença de outros turistas.

Não muito longe dali, podemos encontrar Shirakawago, uma bonita vila tradicional que está na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO. A vila pode ser visitada durante o ano todo, oferecendo diferentes paisagens, mas devo dizer que a época de inverno é especialmente espectacular, pois a aldeia fica toda coberta de neve, com ‘iluminações’ sendo realizadas ocasionalmente durante essa época. Na vila também é possível visitar um museu de arquitetura, podendo entrar em diversas casas típicas da região.

Comida para esquentar a alma

Já relaxados nas águas termais, é hora de esquentar provando as deliciosas comidas para o inverno. Cada região do Japão tem o seu prato favorito, mas há alguns pratos que estão disponíveis em todo o Japão e a maioria delas é uma variedade de nabemono (鍋物), parecido com um cozido.

Existem muitas variedades ao redor do Japão e o inverno é a melhor época para experimentá-los. Um dos mais conhecidos é o shabu shabu (しゃぶしゃぶ), onde você tem uma panela na mesa e cozinha carne e legumes bem fatiados em água fervente ou dashi (出汁).  Outras variedades incluem o oden (facilmente encontrado em qualquer loja de conveniência) e o sukiyaki (que inclui um shoyu adocicado).

E falando em comida, o sumô (相撲), também pode ser apreciado nesta época do ano. Este esporte tipicamente japonês possui seis torneios durante o ano: três em Tóquio (janeiro, maio e setembro) e um em Osaka (março), um em Nagoya (julho) e um em Fukuoka (novembro). Cada torneio dura 15 dias. E qual seria o prato favorito dos lutadores de sumô? O chankonabe (ちゃんこ鍋), outra variedade de nabe, geralmente contendo legumes, frutos do mar, carne vermelha e frango. Há uma alta concentração de restaurantes especializados em chankonabe na área de Ryogoku, muitos dos quais são gerenciados por lutadores aposentados.

O inverno no Japão é definitivamente uma época linda para ser visitada. Com dias frios e muito a fazer, você terá muitas opções quando se trata de atividades para preencher seus fins de semana quando precisar de uma pausa nos estudos.

Se você quiser conhecer mais sobre o Japão e sua cultura, siga o blog do Go! Go! Nihon.