Será que é possível aprender japonês com mangás? Em outro artigo já tratamos de como aprender  japonês com animes. Falamos que é um excelente exercício para treinar o ouvido e se familiarizar com outra língua.

Assim como os animes são eficazes para a prática de escuta, os mangás são uma ferramenta poderosa que, se combinada com um bom curso de idioma, pode ajudar a enriquecer o seu conhecimento de japonês.

Abaixo listamos as principais razões para aprender japonês com mangás!

Os kanjis 

O primeiro obstáculo que encontramos nos mangás são os kanjis, os ideogramas que são a base da escrita japonesa.

Um dos melhores métodos de estudar kanji é tê-los em seu campo de visão sempre que possível, colando papéis com ideogramas por todo o seu quarto.

Contudo, se este método parece muito espartano para você, que tal tentar praticar com mangá?

A maioria dos kanjis usados nos mangás são acompanhados de furigana, que são pequenos kanas impressos ao lado do ideograma que indicam a pronúncia.

Isso ocorre porque os editores querem ter uma grande base de leitores e que seus mangás sejam acessíveis para todas as idades. Pode acontecer, no entanto, de determinados títulos não adotarem o sistema do furigana, como é o caso de mangás de terror, recomendados para o público mais adulto. Mas se você é fã desse gênero, não se desespere: pode ser um exercício de leitura útil e também pode trazer conhecimento de novas palavras.

Um ponto forte do mangá é que por mais texto que possa haver, as imagens dominam, facilitando a compreensão da história até mesmo para quem acabou de começar a estudar.

Ateji

Os ateji (当て字, “caractere atribuído”) são muito ligados ao kanji. Eles são kanjis usados para representar um ideograma com base em sua fonética, não significado. Um exemplo clássico é a palavra sushi, escrita com os ideogramas de “longevidade” e “diretor” (寿司).

Atejis são comuns em palavras japonesas que, em sua origem, não possuíam um kanji ou que derivam de outras línguas, mas sem utilizar o katakana.

Pegar familiaridade com as peculiaridades dos ideogramas também pode ajudá-lo a ler artigos de jornais, uma vez que os ateji são usados, principalmente, para o nome de nações estrangeiras. Abaixo listamos exemplos que podem ser encontrados em um mangá:

伊: Itália

英: Inglaterra

米: EUA

伯: Brasil

可愛い: kawaii, geralmente escrito em hiragana.

沢山 (takusan): “muito” ou “bastante”. Também costuma ser escrito em hiragana.

滅多に (mettani): “raramente”.

合羽 (kappa): “capa de chuva”. É uma palavra vinda do português.

滅茶苦茶 (mechakucha): “absurdo”

Fumetto giapponese

Onomatopéia

Considerando a importância das imagens em um mangá,  a expressão gráfica de um som ajuda o leitor a mergulhar ainda mais na leitura.

Aqueles que amam mangás, mas também leem o Mickey Mouse e outras histórias do gênero estão acostumados com onomatopéias como “Crash!” e “Booom!”. Estes são sons muitos comuns e adicionam dinamismo aos desenhos. Mas o uso das onomatopéias em quadrinhos ocidentais nem chega perto de seu uso nos mangás.

Um dos aspectos mais fascinantes da língua japonesa é justamente o uso de onomatopéias: no Japão tudo tem um som, às vezes até mais de um, para um único fenômeno. A chuva, por exemplo, tem onomatopéias diferentes de acordo com a intensidade da chuva e de como ela afeta a cena narrada. Outros exemplos são também os ruídos causados pelo movimento do ar, assim como, sentimentos e pensamentos humanos.

Este sem dúvida é uma das características mais poderosas do mangá e da criatividade japonesa. Fazer uma lista de todas as onomatopéias usadas em mangás é impossível, mas abaixo está uma lista com as mais frequentes:

あはは: o nosso clássico “Ha! Ha! Ha!”.

うふふ: muitas vezes sugere que o personagem esconde algo.

くすくす: onomatopéia para quando rimos sozinho.

いひひ: risada irônica.

ごろごろ: som de trovoada.

ざーざー: chuva incessante.

しとしと: chuva leve.

しーん: silêncio absoluto.

じー: som de um olhar direcionado a uma pessoa.

ぼーっ: olhar perdido no vazio.

がばっ: movimento repentino, usado quando o personagem acorda assustado.

Advérbios

Os advérbios também são usados bastante nos mangás e embora pareçam com as onomatopéias, são uma classe diferente de palavras. Eles são usados para expressar sentimentos e sensações dos personagens. Confira abaixo:

すっかり: pode ser traduzido como “completamente”. Pode aparecer sozinho em uma determinada cena, indicando algo bonito que gera uma sensação agradável.

すっきり: indica uma sensação de refrescância ou alívio, podendo ser usado também para objetos limpos.

いらいら: usado quando um personagem está irritado.

ごろごろ: assume diferentes significados de acordo com a situação. Pode indicar o ronco do estômago, o rosnar de um gato, o rugido do trovão, um objeto que rola e etc.

ぺらぺら: normalmente usado para indicar quando uma pessoa é fluente em uma língua estrangeira.

ぴかぴか: qualquer coisa que brilha ou emite faíscas é expressa por este advérbio. É fácil de lembrar dele se você conhece o famoso Pokémon elétrico, Pikachu!

Immagine di un fumetto giapponese

A linguagem das redes sociais japonesas

Você é um viciado em redes sociais como o Facebook, Instagram ou Whatsapp? Graças ao mangá você pode se familiarizar com a linguagem que os jovens japoneses usam nas redes sociais.

Abaixo listamos palavras que podem ser úteis se você quiser enviar uma mensagem para seus amigos mais próximos:

(マンジ): apesar de ter muitas variações, não tem um significado real. É usado quando alguém está animado ou surpreso com alguma coisa e pode ser traduzido como “não posso acreditar!”. Não confundir com a suástica nazista.

りー: também encontrado escrito como りょ e りょりょ, é abreviação de りょうかい (了解), “entendido” ou “as ordens”.

草: qualquer pessoa pode ficar confusa ao ler no meio de um texto o ideograma de “grama”, mas na internet ele é usado para indicar uma grande gargalhada, como no caso de 笑笑.

エモい: deriva da palavra inglesa “emocional” e indica uma emoção muito forte, podendo ser positiva ou negativa.

Se você é um estudante de japonês e morre de amor por mangás, por que não transformar a sua paixão em uma ótima ferramenta de estudos?

Continue a seguir o blog do Go! Go! Nihon e fique por dentro das novidades e curiosidades das terra do sol nascente!