É possível aprender japonês com anime? Muitos começam a estudar a língua por conta da cultura pop japonesa e sonham em dominar o idioma para assistir as suas séries favoritas sem legenda.

Neste post preparamos um guia para os iniciantes não ficarem perdidos nos primeiros minutos de um anime. A nossa lista conta com saudações, honoríficos, palavras, expressões, insultos e os temidos keigo ou linguagem de tratamento.

Então, vamos para a lista!

Saudações

Uma das primeiras coisas que aprendemos ao estudar uma língua são as saudações. Com o japonês não é diferente e  em animes eles são muito comuns. Apesar dos animes utilizarem palavras mais informais, que nem sempre são comuns no cotidiano japonês, formas tradicionais como ohayoukonnichiwa konbanwa, também aparecem. Confira abaixo a lista:

Ohayou: “Bom Dia”

Konnichiwa: “Boa tarde” (mas também pode ser usado em qualquer momento do dia)

Konbanwa: “Boa noite” (ao encontrar alguém)

Oyasumi: “Boa noite” (antes de dormir)

Mata ne: “Até mais”

Tadaima: “Cheguei!” (usado apenas quando chegamos em casa)

Okaeri: “Bem-vindo” (usado apenas como resposta a tadaima)

Os honoríficos japoneses

Uma das maiores peculiaridades do idioma japonês são os honoríficos. O uso deles varia de acordo com a situação e posição hierárquica dos participantes de um discurso.

Em animes e mangás estes elementos também aparecem, em especial, termos como –chan, -kun, -sensei -senpai. Porém, na vida real é preciso tomar bastante cuidado ao usá-los e, por isso é  bom ficar de olho em nossa lista!

Chan, kun e sanem linhas gerais o -chan é usado para meninas, mulheres e animais, o -kun para meninos ou homens e o -san é uma forma polida equivalente ao nosso “senhor” ou “senhora”.

Sensei: significa literalmente “mestre” ou “professor”, mas pode ser usado também para médicos.

Sama: um dos honoríficos que denota maior respeito. Ele é usado principalmente em lojas, como uma forma de tratamento dispensada ao cliente. Também é usado para se referir a deuses e membros da Família Imperial do Japão.

Dono: uma forma antiga de tratamento que não é usada na atualidade. Porém, em animes com cenário medieval e focado em guerreiros, como samurais ou ninjas, ela aparece em algumas ocasiões no relacionamento entre um senhor feudal e seu subordinado. Os subordinados costumam se referir de forma respeitosa ao seu senhor usando o -dono.

Senpaitalvez o honorífico mais conhecido entre os fãs de anime. É utilizado em relação às pessoas mais velhas, especialmente no ambiente escolar, cenário comum em muitas obras do gênero.

Uma dica para os estudantes de japonês quando assistirem ao seu anime favorito é que fiquem atentos ao relacionamento entre dois personagens. Ao saber qual o grau de intimidade ou amizade é possível deduzir os motivos de um determinado honorífico ser usado.

Os honoríficos são um dos pontos mais complicados de se entender da língua japonesa, por isso, caso ainda tenha alguma dúvida não deixe de conferir o nosso post detalhado sobre o assunto.

Suki desu

Expressões típicas do “cotidiano” dos animes

Como dito anteriormente, muitas obras japonesas ocorrem em ambiente escolar, então assuntos comuns neste tipo de cenário, como amizade, declarações de amor e conversas relacionadas às salas de aula aparecem a todo o momento.

Aqui podemos pontuar, principalmente, as palavras ligadas aos relacionamentos. Há episódios em animes sobre o dia de São Valentin, ou o dia dos namorados no Japão, e ao Natal, que na terra do sol nascente é uma espécie de “segundo dia dos namorados”.

Confira abaixo as principais palavras e expressões:

Kiritsu! Rei! Chakuseki! (きりつ! れい! ちゃくせき!): as escolas japonesas são conhecidas pela rigidez e ela se expressa nesta sequência de palavras utilizadas no começo das aulas. Literalmente podemos traduzi-las como “Em pé! Agradeçam! Sentem!”.

Suki (好き): quando falamos que gostamos de algo ou alguém usamos a palavra suki. Ela pode ser usada também em declarações amorosas. Ao receber o prefixo “dai” ela passa a significar algo como “gosto muito”.

Kokuhaku (告白): em animes de romance é muito comum de aparecer e significa simplesmente “declaração”. Apesar de ser usada para “declarações amorosas”, também é utilizada para outros tipos de declarações que causem surpresa na outra pessoa.

Tsukiatte kudasai (付き合ってください): a palavra mais usada em declarações amorosas e serve para pedir o (a) parceiro (a) em namoro. Podemos traduzi-la para o português como “namore comigo”, “saia comigo!” ou “fique comigo!”.

Ganbatte!: uma das expressões japonesas mais difíceis de traduzir para o português. Ela é usada para dar força a outra pessoa, podendo significar literalmente como “faça o melhor” ou “dê tudo de si”. Quando usada para falar de si mesmo, ou seja, quando queremos falar “vou me esforçar” ou “fazer o melhor” é usado na forma original do verbo ganbaru.

Urayamashii: Ao sentir inveja de outra pessoa usamos a palavra urayamashii. Não tem muito o que falar sobre ela, pois seu uso é bastante semelhante ao português.

Giri Giri Safe: sabe aquelas cenas onde um personagem de anime está atrasado para a aula e chega segundos antes do seu começo? Então, neste momento ele provavelmente falará giri giri seーfu (ギリギリーセーフ). O seーfu vem do inglês safegiri giri pode ser traduzido como “por pouco”.

Kuuki Yomeru (空気読める): quer palavra mais japonesa que esta? Ela literalmente significa “leia o ar” e expressa o pensamento japonês de interpretar as ações dos outros apenas pelas ações, evitando ao máximo as palavras.

Onaka ga suita (お腹が空いた) e Nodo ga kawaita (喉が乾いた): os famosos “estou com fome” e “estou com sede”, portanto, são palavras essenciais para a sobrevivência no Japão.

Itadakimasu e Gochisousama: por  fim, duas palavras usadas nas refeições. Itadakimasu é para ser dito antes das refeições, enquanto gochisousama para depois da comida. Para maiores detalhes confiram o nosso post sobre o assunto.

Aprendendo a insultar os outros

Antes de entrarmos neste tópico é preciso fazer uma breve observação. Embora os insultos, xingamentos ou palavrões sejam comuns em outras línguas, eles são extremamente raros no cotidiano japonês. Para quem assiste muitos animes, pode até não parecer, já que eles aparecem com frequência em obras do gênero, mas é preciso cautela na vida real.

De todo jeito é importante ter conhecimento desta classe de palavras e expressões, pois nunca sabemos quando podemos ouvi-las em nossas aventuras pelo Japão.

Hentai: apesar de ser conhecido como um gênero de anime (pornô) no Brasil, no Japão é usado para se referir a uma pessoa pervertida.

Iranaidesta lista, uma das poucas palavras usadas com frequência no cotidiano no Japão. Ela significa “não quero” ou “não preciso” e pode ser usada na forma polida irimasen.

Mendokusai: quando não queremos ou achamos chato fazer algo podemos expressar este sentimento com mendokusai. Só não vá falar isso na frente do seu professor ou chefe!

Urusai!sabe aquele momento em que um amigo nosso está nos irritando? Então, é nessas horas que mandamos para ele um bom urusai!, que significa “silêncio”, “fica quieto” ou o famoso “cala a boca”.

Kisama: este termo é uma forma agressiva de se referir a segunda pessoa e só deve ser usada quando estamos muito bravos com a outra pessoa. Na prática é muito raro de se aparecer no cotidiano japonês.

Kuso: quando as coisas dão errado ou estamos em um momento ruim costumamos usar a palavra “merda” do português. No japonês o termo equivalente é kuso.

Falando brevemente sobre keigo 

E por fim, e não menos importante, os famigerados e temidos keigo, a linguagem de tratamento japonesa por excelência. Sei que muitos têm medo dela, mas os animes podem ajudar a diminuir este sentimento.

Não é tão comum este tipo de linguagem aparecer em obras do gênero, ainda mais considerando o contexto escolar de muitas histórias. No entanto, em cenários como lojas, estações de trem e diálogos mais formais, há chances do keigo dar as caras.

Além da questão situacional, certos personagens de anime tem características únicas, que representam o jeito de ser destes personagens. Então, um ou outro pode se comunicar com o uso do keigo de modo a mostrar o lado mais comportado e requintado dele.

Irasshaimase!: ao entrar em uma loja, restaurante ou qualquer estabelecimento comercial, a palavra mais comum de ser proferida pelo funcionário do local é irasshaimase!. Quase sempre a entonação é forte e enérgica significando um bom “bem-vindo” ao cliente.

… to moushimasu (__と申します): quando nos apresentamos de maneira formal usamos o verbo moushimasu, que é a forma polida do verbo iimasu.

Moushiwake gozaimasen (申し訳ございませ): o jeito mais formal de se pedir desculpa e demonstra o quanto estamos arrependido de nossas ações. Maiores detalhes sobre as desculpas em japonês podem ser vistas neste tópico.

Kashikomarimashita (かしこまりました): usado para confirmar um pedido. Muito comum em estabelecimentos comerciais. Em animes pode ser utilizado em séries com mordomos, que acatam as ordens de seus senhores ou senhoritas com o longo kashikomarimashita.

Existem ainda muitas outras palavras que podem ser incluídas em cada uma das listas citadas, mas para evitar deixar o post longo demais, encerraremos por aqui.

E aí? Gostou da lista? Ficou mais motivado para estudar japonês? Caso esteja mais motivado para levar os estudos adiante, não deixe de conferir as últimas novidades sobre língua japonesa no blog da Go! Go! Nihon.