Dizem que é difícil aprender japonês e uma das razões é o uso do keigo ou a linguagem de tratamento da língua japonesa. Você pode até pensar que nunca precisará do keigo, mas ele é extremamente importante se você pensa em um dia trabalhar no Japão. O keigo está intimamente ligado com trabalho e é um dos assuntos dos cursos de japonês para negócios. Continue lendo para saber mais sobre o japonês polido e porque você deveria aprender ele.

Uchi and Soto

O keigo é tanto uma causa, quanto uma consequência das peculiaridades da cultura japonesa, especialmente o seu conceito de Uchi e Soto . Estes dois conceitos fundamentais moldam a cultura e sociedade do Japão. Uchi se refere as pessoas que estão dentro de seu círculo social, como sua família, time ou companheiros de trabalho. Já Soto se refere as pessoas que estão fora desse círculo social.

Você já deve saber, mas a cultura japonesa preza pela harmonia social e o coletivismo. Existe um foco no “nós”, ao contrário do foco no “eu” das sociedades ocidentais mais individualistas. Assim sendo, fazer parte de um grupo e corresponder as suas expectativas é um passo fundamental para ser considerado um membro pleno da comunidade. É possível ver os efeitos de Uchi e Soto em todas as relações sociais no Japão, desde a política até a economia. Podemos pensar nisso como sendo um sistema de círculos concêntricos.

Vamos ver um exemplo:

Suponha que você é um jogador da equipe de futebol de sua universidade. Neste caso, o Uchi será representado por seus colegas de time da mesma idade, enquanto o Soto será o capitão e o técnico do time. Se olhar para a questão de forma mais ampla, por exemplo, em um torneio, o Uchi será toda a sua equipe, enquanto o Soto serão todas as equipes adversárias. Se tornar a questão ainda mais ampla, temos que: durante torneios entre universidades em nível nacional, o Uchi é toda a sua universidade, enquanto o Soto são as universidades de várias partes do país.

Esse tipo de abordagem cultural também tem efeitos profundos do ponto de vista sociolinguístico: como se comunicar adequadamente com pessoas fora de seu círculo social? A resposta para esta questão é o keigo, a linguagem de tratamento do japonês. Esse lado fascinante, porém, complexo da língua japonesa se desenvolveu por gerações, reforçando as construções sociais da sociedade japonesa.

O keigo é composto de três tipos de linguagem, cada qual com seu conjunto específico de regras e características, com seu uso dependendo do contexto e situação. Vamos entender a partir de agora.

Keigo a linguagem de tratamento do japonês

Os diferentes tipos de keigo

Keigo (敬語) significa “linguagem de respeito” e existem diferentes formas de keigo que dependem da situação e do grau de polidez exigido: teineigo, sonkeigo e kenjougo.

Teineigo (丁寧語)

Teineigo é a forma polida padrão e geralmente a primeira que os alunos aprendem nas aulas. Esta forma é usada quando o interlocutor não conhece a outra pessoa com quem conversa ou quando deseja colocar certa distância entre si e o outro. O verbo é um elemento importante no teineigo.

Exemplos:

O verbo “comer” em japonês é 食べる(taberu). Essa é a forma de dicionário do verbo, mas em teineigo fica 食べます (tabemasu). Vejamos ele em uma frase: 

O que você comeu de almoço?
お昼ご飯何を食べましたか?(Ohirugohan nani wo tabemashitaka)

Vejamos outros exemplos:

O verbo “ir” em japonês é 行く(iku). Essa é a forma de dicionário do verbo, mas em teineigo fica 行きます (ikimasu).

Você foi no evento ontem?
あなたは昨日のイベントに行きましたか?(Anata wa kinou no ibento ni ikimashitaka)

Por fim, o verbo “escolher” em japonês é 選ぶ (erabu). Essa é a forma de dicionário do verbo, mas em teineigo fica 選びます (erabimasu).

Escolhi estudar japonês na universidade.
私は大学で日本語を勉強するのを選びました (watashi wa daigaku de nihongo wo bennykousuruno wo erabimashita)

Sonkeigo (尊敬語)

Sonkeigo é usado quando você precisa mostrar respeito para outras pessoas com status mais elevado que o seu, como, por exemplo, chefes, pessoas mais velhas, clientes e etc. Nunca use sonkeigo para se referir a si próprio. 

Exemplos:

Ao invés de falar 食べます, você diz 召し上がります (meshiagarimasu). 

Vai comer aqui?
ここで召し上がりますか?(Koko de meshiagarimasuka?)

Vejamos mais um exemplo:

Em japonês quando falamos que alguém está em algum lugar usamos o verbo いる・います (iru/imasu). Este verbo em sonkeigo é いらっしゃいます (irasshaimasu).

O professor se encontra na sala dele?
先生は研究室にいらっしゃいますか? (Sensei wa kenkyuushitsu ni irasshaimasuka?)

Outro exemplo:

O verbo “falar” em japonês é 話す・話します (hanasu/hanashimasu), mas em sonkeigo ele virá おっしゃいます (osshaimasu).

Assim como o chefe disse, temos que sair cedo.
上司がおっしゃった通り、早く出かけなければなりません (Joushi ga osshattatoori ni hayaku dekakenakerebanarimasen)

Kenjougo (謙譲語)

Kenjougo é usado para expressar humildade. É usado para quando falamos com alguém acima de nós na hierarquia social. O kenjougo é usado para se referir a nós mesmos, nos colocando em uma posição humilde ou inferior em relação ao outro. 

Exemplos:

O verbo 食べます vira いただきます (itadakimasu)

Eu comi lamen no almoço
お昼ご飯にラーメンをいただきました。(Ohirugohan ni ramen wo itadakimashita).

Vejamos outros exemplos:

O verbo “ler” em japonês é 読む・読みます (yomu/yomimasu). Em kenjougo ele virá 拝読します (haidokushimasu)

Vou ler o documento do presidente da empresa
社長の資料を拝読します (Shachou no shiryou wo haidokushimasu)

Por fim:

O verbo “falar” em kenjougo virá 申します (mousu/moushimasu) e é bem comum de ser ensinado nas auto-apresentações em japonês. Em apresentações feitas em empresas ou ambientes formais é comum usar o kenjougo na hora de dizer o próprio nome. Vejamos:

Eu me chamo Ronaldo
私はロナルドと申します (Watashi wa Ronarudo to moushimasu)

Mais do que apenas linguagem

Para entender sobre keigo é preciso ter em mente que não é apenas um aspecto da língua japonesa, como também, algo enraizado na cultura e sociedade do país. 

Embora seja comum falar de forma casual com desconhecidos ou com superiores em países ocidentais, no Japão é considerado rude. No país é extremamente importante mostrar cortesia, formalidade e humildade. A cultura japonesa está permeada da ideia de respeito. Mesmo na sociedade moderna do Japão, o status e a hierarquia ainda tem um grande valor, sendo muito influenciada pelas ideias da sociedade feudal japonesa.

Perceba também que os japoneses usam muitos honoríficos que refletem o sistema hierárquico que mencionamos anteriormente. Também é importante conhecê-los para conviver com os japoneses.

Difícil de aprender, mas essencial

O japonês polido é usado todos os dias no Japão, seja por atendentes de lojas ou por funcionários de uma empresa na hora de falar com seu chefe. Portanto, aprender keigo é extremamente importante e útil para aqueles que querem trabalhar no Japão. Os estrangeiros que conseguirem usar a linguagem de tratamento do Japão tendem a ser vistos com bons olhos pelos empregadores japoneses.

No entanto, pode ser extremamente difícil aprender keigo apenas com livros ou cursos. Mesmo os japoneses, precisam fazer cursos para aprender a linguagem de tratamento antes de buscar uma vaga de emprego.

A Go! Go! Nihon pode ajudar você a encontrar uma escola de idiomas que inclua aulas de keigo. Entre em contato conosco para maiores informações.