Já ouviu falar dos honoríficos japoneses? Os iniciados na cultura japonesa, em especial os fãs de animes e mangás, já devem conhecer expressões como -san, kun, -chan e -sama. Se você não faz parte desse grupo, não se preocupe, no presente artigo vamos explicá-los. Para começar, primeiro precisamos entender a sua importância para os japoneses.

Por que os japoneses usam honoríficos?

Existem explicações históricas para o fato, afinal, desde o início de sua civilização, o Japão sempre foi uma sociedade hierárquica. Essa base social foi sendo transmitida às próximas gerações.

Hoje, a ideia segue viva e é vista em várias situações do convívio social, como escolas e empresas, sendo que para demarcar a diferença no grau hierárquico existem os honoríficos. Embora eles tenham mudado ao longo da história, com alguns deixando de ser usados e outros surgindo, o hábito permanece inalterado.

Os honoríficos representam um dos traços culturais mais intrigantes da sociedade japonesa, refletidos em seu idioma rico e milenar. Então, o que acha de conhecê-los? Confira o quadro abaixo:

honoríficos japoneses

Os principais honoríficos e suas peculiaridades

Antes de falar dos honoríficos em detalhes, primeiro, é preciso lembrar que eles são sempre sufixos que acompanham o nome de uma pessoa. Por exemplo: Felipe + san = Felipe-san.

Sama (~様)

Uma das primeiras palavras ensinadas em cursos de japonês para negócios, pois, é muito usada na interação com clientes. Inclusive, cliente em japonês se fala okyaku-sama (お客様). O honorífico denota respeito e apresenta alto grau de formalidade.

Na língua falada não costuma ser utilizado fora do espaço de lojas, restaurantes e comércio em geral. No entanto, na língua escrita aparece em cartas, e-mails, relatórios e documentos de caráter formal, sobretudo, em empresas. Em muitos desses casos é escrito com ideograma (様) ao invés do hiragana.

Para quem acompanha notícias em japonês, já deve ter lido matérias sobre a família imperial japonesa, na qual se usa o -sama junto de nomes, como, por exemplo, Kako-sama (佳子さま), Aiko-sama (愛子さま) e etc. Nessas situações se utiliza o hiragana, embora os motivos não sejam claros. De qualquer forma, o honorífico é usado também para se referir a pessoas importantes como reis, rainhas, príncipes, princesas, entre outros.

San (~さん)

Presente em diversas situações do cotidiano, o -san pode ser usado para homens ou mulheres. É utilizado quando duas pessoas estão em posição hierárquica semelhante (funcionários de um mesmo departamento) ou não possuem muita afinidade.

Equivale ao português senhor ou senhora, embora seja preciso tomar cuidado ao usá-lo. Todo honorífico japonês é um sufixo, então, enquanto chamar alguém apenas de senhor ou senhora no português é aceitável, em japonês é inaceitável utilizar o -san sem nenhum nome.

Para evitar confusões, tente também não acrescentá-lo ao falar com amigos ou pessoas próximas. Se o fizer, eles podem se sentir pouco valorizados, passando a acreditar que você não quer aprofundar a amizade com eles.

Kun (~くん)

Junto do sufixo -chan é uma forma carinhosa de tratamento, porém, usada para os homens. Sendo uma forma afetiva de expressão, é necessário um relativo grau de afinidade com a outra pessoa.

Uma mulher, jovem ou mais velha, pode acrescentar -kun ao nome de um amigo próximo, embora, nem sempre um alto grau de afinidade seja necessário. Entre dois alunos de uma mesma classe, uma garota pode se referir ao colega com o sufixo, mesmo que os dois não conversem com frequência.

O -kun pode ser usado também com o nome de crianças e adolescentes por parte de uma pessoa mais velha, assim como, na relação entre superior e subordinado (professor-aluno).

Chan (~ちゃん)

Um dos honoríficos com mais formas de uso, o -chan é muito popular entre as mulheres. As garotas costumam se referir as suas amigas ou meninas mais novas dessa forma. O sufixo denota carinho e seria o equivalente ao diminutivo no português (Mariazinha, Luluzinha, etc).

Por esse motivo, animais pequenos como cães e gatos também o recebem. No caso dos cães, a expressão wan-chan (ワンちゃん) é muito popular. O wan é o som do latido do cão em japonês, sendo equivalente ao nosso “au-au”. Já para os gatos é mais simples, eles são chamados de neko-chan (猫ちゃん). Também é possível adicionar o sufixo ao nome do animal.

Aos homens é preciso cuidado. Entre adolescentes ou adultos, o honorífico só deve ser adotado caso a mulher seja sua amiga ou namorada. Contudo, mesmo assim, é preciso analisar o contexto da conversa e evitá-lo na frente de outras pessoas, pois, pode gerar interpretações equivocadas.

Agora que você aprendeu sobre os principais honoríficos, que tal colocá-los em prática? Não tem com quem conversar? Então o que acha de procurar uma escola de língua japonesa pelo site da Go! Go! Nihon? Oferecemos opções de estudo nas maiores cidades japonesas e ajudamos com o visto de estudante, acomodações e demais processos burocráticos. Aproveite!

Se você quiser conhecer mais sobre o Japão e sua cultura, siga o blog do Go! Go! Nihon.