Como conseguir uma permissão para trabalhar meio período no Japão

Tempo de leitura: 3 minutos

A vida de estudante no exterior pode ser cara, mas sabia que você pode trabalhar por meio período com o visto de estudante no Japão? Explicaremos abaixo como você pode obter uma permissão para trabalhar por meio período no Japão e os benefícios de arranjar um arubaito (“emprego de meio período” em japonês).

Como eu me candidato para obter uma permissão para trabalhar meio período?

Você pode requisitar a permissão para trabalhar meio período em qualquer um dos principais aeroportos do Japão, assim que chegar no país com um visto de estudante. Para os alunos que vêm através do Go! Go! Nihon, enviamos um formulário para ser preenchido e entregue a imigração na hora da checagem do passaporte. Você receberá o seu cartão Zairyū e um carimbo no seu passaporte, o que lhe permitirá trabalhar meio período.

permissão para trabalhar no Japão

Quantas horas posso trabalhar?

Se você for um estudante de uma escola de língua japonesa com uma permissão para trabalhar meio período no Japão, você tem permissão para trabalhar até 28 horas por semana. Em períodos longos de férias (como a de verão, por exemplo), você pode trabalhar até 8 horas por dia.

Benefícios de trabalhar meio período no Japão como estudante

Além de ganhar um dinheirinho extra, trabalhar meio período no Japão também te ajuda a desenvolver o seu japonês, principalmente a conversação. Você também terá a experiência de ter trabalhado no Japão, o que pode ajudá-lo no futuro, se você quiser obter um emprego em tempo integral no país, assim que você tiver terminado de estudar.

Além disso, você vai conhecer pessoas e fazer novos amigos!

Que tipo de trabalho posso fazer?

Os trabalhos mais comuns que você pode fazer com uma permissão de trabalho meio período inclui atendentes em restaurantes, vendedores de lojas de varejo ou de conveniência, trabalhos em escritório, ensino etc. É possível ser professor de idiomas também, especialmente de inglês. Se você falar outros idiomas, também é possível trabalhar com tradução ou em cargos que requerem conhecimento de idiomas além de japonês e inglês.

Porém, fique atento. Há certos empregos que você não pode fazer enquanto tiver esse tipo de permissão. Isto inclui trabalhos na indústria de entretenimento de adultos, como trabalhar em clubes noturnos, bares, pachinkos (o “cassino” japonês) etc. Se for pego trabalhando nestes tipos de empregos, você poderá ser deportado imediatamente para o seu país ou ter que pagar uma alta multa.

Quanto posso ganhar por hora?

Depende do trabalho, mas o salário médio é de 1.000 ienes. O ensino de idiomas pode oferecer um valor maior por hora, assim como o trabalho noturno em konbinis ou redes de fast-food 24 horas.

Preciso saber o japonês para começar a trabalhar meio período?

De novo, isto depende do trabalho. Se você tiver que lidar com clientes japoneses, então saber falar japonês com certa fluência (algo como iniciante avançado ou pré-intermediário) será necessário. Se for lidar com clientes estrangeiros, talvez seja só necessário saber inglês ou português.

Há vagas em que o japonês não é necessário, incluindo lavar louça e empregos em armazéns e fábricas.

E se eu não quiser trabalhar regularmente e só ganhar algum dinheiro com facilidade?

Você pode tentar trabalhar na indústria de talentos como um modelo ou público em programas de TV. Estes trabalhos podem pagar bem e você pode ajustar o horário de trabalho com as horas da escola.

Onde eu começo?

Dê uma olhada na nossa página Jobs in Japan, onde postamos regularmente vagas de emprego para os nossos alunos!

Vir ao Japão com um visto de estudante não significa que você precisa se preocupar com dinheiro. Com a permissão para trabalhar no Japão, você poderá trabalhar enquanto estuda, ganhar um pouco de dinheiro extra e praticar o japonês tudo ao mesmo tempo.

Traduzido do original por Andre Euphrasio

Compartilhe este artigo