Os doces japoneses são lindos e deliciosos. Conhecidos como wagashi (和菓子) são uma obra de arte e produzidos para estimular todos os cinco sentidos. Com uma cultura na qual historicamente se aprecia e respeita a natureza, muitos doces japoneses também refletem as mudanças de estações e as emoções que acompanham essas transições.

Tudo, desde o sabor, a textura, o visual, o cheiro e o nome dos doces, são pensados cuidadosamente de acordo com a estação e as cores das paisagens. Nosso guia apresentará doces japoneses tradicionais, bem como outras adaptações japonesas de sobremesas do ocidente.

Sakura mochi

Primavera (春)

Doces com sabor de Sakura — A primavera é uma estação importante no Japão. Em março e abril, as cerejeiras que ficaram adormecidas no inverno acordam e florescem, pintando a paisagem de rosa. Durante esta estação, você pode encontrar doces deliciosos com sabor de sakura ou no formato dela, incluindo o sakura mochi, sorvetes, geleias, chás, saquês e biscoitos.

Hanami dango (花見団子) — O kanji de hanami (花見) significa literalmente “ver as flores” e o dango é um bolinho de massa de farinha de arroz. Servido em um palito, esta delicia entre os doces japoneses é perfeita para desfrutar durante piqueniques debaixo das cerejeiras ou durante uma caminhada entre os bosques cercados delas. O Hanami dango é um espeto com três bolinhos redondos nas cores rosa, branco e verde. Existem diferentes formas de interpretar as cores do hanami dango: podem representar o ciclo da vida da flor de cerejeira com seus botões rosa, as suas flores brancas e as folhas verdes. Outra interpretação é a imagem da primavera: flores de cerejeiras rosas, neve branca derretida e a grama verde.

Shaved ice kakigori

Verão  (夏)

Kakigori (かき氷) — Uma sobremesa estilo raspadinha pode ser refrescante durante os verões quentes e úmidos do Japão. Datado do século 11, o kakigori foi considerado um luxo, sendo consumido apenas pelos nobres, pois exigia que as pessoas raspassem o gelo à mão. O Kakigori é feito com água mineral congelada, raspada para formar um monte alto de gelo fofo, tão macio e delicado que se dissolve suavemente em sua boca. Você pode colocar um caldo estilo xarope como cobertura.

Anmitsu (あんみつ) — Um doce refrescante consumido nos meses mais quentes, o anmitsu remonta à era Meiji (1868-1912). A tigela colorida inclui geleia kanten, pasta de feijão doce, mochi, frutas, sorvete, ervilhas cozidas e é servido com xarope de açúcar preto kuromitsu. Colorido e saboroso, as várias texturas e sabores do anmitsu se harmonizam a cada colherada.

dango e anmitsu

Outono (秋)

Kaki () — Sim, as frutas podem ser uma sobremesa. O caqui é uma fruta nacional do Japão e, durante o outono, você pode ver fileiras de caquis alaranjados pendurados em cordões e deixados para secar ao sol no campo ou conservados em potes de sal. Dizem que os caquis secos são mais doces que açúcar, o que o torna um lanche saboroso e saudável. Com uma longa vida útil, os caquis secos podem ser saboreados durante o outono e inverno.

Kuri 栗 — A castanha é um ingrediente popular nos doces de outono. Nos doces japoneses, também é possível encontrar traços da influência européia, incluindo pão de ló de castela. Kuri dorayaki (くりドリ焼き) é uma ótima combinação com o dorayaki, formado por duas panquecas de castela almofadadas, cobertas com um recheio de feijão vermelho misturado com castanhas assadas. Isso torna cada mordida ainda mais saborosa e suave. Há também o monburan (モンブラン), uma adaptação japonesa da sobremesa francesa Mont Blanc, feita com pão de ló, creme de leite fresco, cobertura de purê de castanha e castanha cristalizada.

Mochi cake Japanese sweet

Inverno (冬)

Mochi () — Enquanto os bolinhos de arroz conhecidos como mochi são consumidos durante o ano inteiro, por volta do Ano Novo, existe o mochitsuki (餅つき). A tradição consiste em bater no arroz com um grande pilão e almofariz de madeira. A tradição remonta ao período Heian (794-1185) e existem até festivais que comemoram o evento, reunindo a comunidade toda para apresentações e jogos. Durante o ano novo espere ver o kagami mochi (鏡餅), uma decoração usada como oferenda aos deuses feita para trazer boa sorte durante o próximo ano, além do daifuku(大福), que pode ser traduzido como “boa sorte” e é recheado de pasta de feijão vermelha ou morango.

Sopa de feijão vermelho (ぜんざい/おしるこ) — Como foi mencionado, feijão vermelho azuki é um item comum entre os doces japoneses. A sopa de feijão vermelho, muitas vezes chamadas de zenzai ou oshiruko, dependendo da região, é um clássico doce de inverno, com o feijão sendo a estrela do show. No oeste do Japão, o oshiruko é feito de pasta de feijão vermelho suave, enquanto no leste do Japão, o zenzai é feito de grãos vermelhos. Geralmente combinado com mochi é possível adicionar castanhas e bolinhos de shiratama.

Seja qual for o seu gosto e a estação do ano, certamente existe um doce no Japão que te agradará. Para obter mais informações sobre guloseimas do Japão, continue seguindo o blog da Go! Go! Nihon.

advertisement

Assine agora para receber uma caixa repleta de guloseimas japonesas

Assine agora