Explore, viva e trabalhe com o visto de Férias-Trabalho do Japão

Tempo de leitura: 3 minutos
Person looking at a map of Tokyo up close.

visto de Férias-Trabalho do Japão visa promover a compreensão global e melhorar as relações entre os países parceiros, incentivando os jovens a passarem um tempo morando e trabalhando no exterior. A duração máxima da estadia varia de acordo com o país, com alguns permitindo até 18 meses, e o visto está disponível para candidatos com idades entre 18 e 30 anos. Os titulares do visto podem trabalhar durante a estadia para financiar sua viagem.

Quem pode solicitar?

O Japão tem acordo de Férias-Trabalho com vários países, mas esses acordos podem mudar com o tempo. Países como Austrália, Canadá, França, Alemanha, Nova Zelândia, Noruega, Portugal, Polônia, Espanha e Reino Unido se qualificaram para tais acordos. Somente os cidadãos entre 18 e 30 anos dos países qualificados podem solicitar o visto de Férias-Trabalho no Japão. Você pode solicitar o visto se já tiver completado 30 anos, desde que a solicitação seja enviada antes do seu aniversário de 31 anos. Para saber mais se o seu país tem acordo de Férias-Trabalho com o Japão, consulte o site da embaixada japonesa em seu país ou o site do Ministério das Relações Exteriores do Japão.

Regras e restrições

Além das limitações de idade e nacionalidade, as regras adicionais variam de acordo com o país. É responsabilidade sua se familiarizar com o acordo entre o Japão e o seu país de origem. Por exemplo, para cidadãos de certos países, é concedido um visto de seis meses com opção de prorrogação para mais seis meses.

As regras estão sujeitas a alterações e muitas informações online podem estar desatualizadas ou simplesmente não se aplicarem a você: para obter informações precisas sobre como solicitar o visto de Férias-Trabalho, entre em contato com a embaixada ou consulado japonês local.

Lembre-se que você pode solicitar o visto de Férias-Trabalho em seu próprio país. Se já está no Japão com visto de turista e decidiu viajar e trabalhar no Japão, terá que voltar para casa primeiro e solicitar em sua país de origem.

Quais trabalhos posso conseguir com o visto de Férias-Trabalho?

Apesar da maioria dos empregos serem legalmente possíveis, é altamente improvável encontrar trabalho em tempo integral com um visto de Férias-Trabalho no Japão. Mas isso significa apenas mais chances e flexibilidade para explorar este incrível lugar. Os portadores do visto normalmente trabalham meio período em restaurantes, cafés, escolas de idiomas (falantes de inglês tem mais oportunidades), hotéis e resorts, fábricas e fazendas.

Outras alternativas são bem específicas, como encontrar trabalho como modelo ou ator de TV. As empresas que oferecem emprego em período integral geralmente procuram candidatos que planejam permanecer no Japão por mais de um ano.

Em alguns casos, é possível aos trabalhadores qualificados alterarem o seu status de residência de visto de Férias-Trabalho para visto de trabalho regular no Japão, mas isso é um processo complicado e, em última análise, é uma decisão do Departamento de Imigração. Nessa situação, o candidato precisa ter o apoio da empresa que deseja contratá-lo e apresentar os documentos necessários que comprovem a contratação e solicitem a mudança de status de residência.

Os requisitos variam muito de acordo com o visto ou a nacionalidade, por isso é melhor entrar em contato diretamente com o Departamento de Imigração para obter mais informações.

Eu quero estudar: devo escolher o visto de estudante?

É possível estudar no Japão com um visto de Férias-Trabalho, desde que você tenha o apoio de uma escola de idiomas. Essa é uma ótima opção para quem deseja estudar por um período menor, já que o visto de estudante só está disponível para quem estudará por 6 meses ou mais. Também é uma boa oportunidade para confirmar se morar e estudar no Japão é a melhor experiência para você sem se comprometer com um visto de longo prazo.

Lembre-se que devido às restrições de viagem atualmente em vigor, nem todas as escolas de idiomas aceitam pessoas com o visto de Férias-Trabalho. Você também deve estar preparado para algumas restrições adicionais de acordo com a escola.

Além disso, esteja ciente que, uma vez esgotado o visto de Férias-Trabalho, você não tem o direito de estendê-lo ou solicitá-lo mais uma vez. Cada pessoa pode tê-lo apenas uma vez na vida para cada país que o disponibiliza. Portanto, se preferir usar o visto de Férias-Trabalho como uma chance de viajar e explorar o país, recomendamos que considere seriamente estudar no Japão com um visto de estudante.

A Go! Go! Nihon pode ajudar você a aplicar para uma escola de idiomas com o visto de Férias-Trabalho. Entre em contato conosco para iniciar sua jornada ao vivo e estudar no Japão.

Compartilhe este artigo

Go! Go! Nihon

Artigos relacionados