Artigo originalmente publicado em 19 de Março de 2020. Atualizado em 13 de Agosto de 2020.

Devido às constantes mudanças nas restrições, recomendamos verificar as últimas informações AQUI, no site oficial do governo japonês.

Você também pode ver os países com visto bloqueado AQUI.


O governo japonês está impondo novas regras em relação à entrada de estrangeiros no Japão, em um esforço para controlar a disseminação do Coronavírus (COVID-19). A restrição começou dia 3 de Abril e está planejada para ir até o final de Agosto.

Essas regras irão afetar principalmente os alunos dos cursos de Abril e Julho 2020. Nós consultamos com a imigração e com as escolas de idiomas, os cursos de Outubro 2020 estão programados para começar normalmente. Iremos informar os alunos caso ocorra alguma mudança em relação ao início das aulas.

Países com visto bloqueado

O governo japonês está bloqueando a entrada de pessoas vindas dos seguintes países:

Ásia:
Brunei, China, Hong Kong, Indonésia, Macau, Malásia, Filipinas, República da Coreia, Cingapura, Taiwan, Tailândia e Vietnã.

Oceania: 
Austrália e Nova Zelândia.

América do Norte:
Canadá e Estados Unidos.

América Latina: 
Bolívia, Brasil, Chile, Dominica, Equador, Panamá, Antígua e Barbuda, São Cristóvão e Nevis, República Dominicana, Barbados e Peru.

Europa: 
Albânia, Andorra, Armênia, Áustria, Bélgica, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, Chipre, Tcheco, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Hungria, Islândia, Irlanda, Itália, Kosovo, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Moldova, Mônaco, Montenegro, Países Baixos, Macedônia do Norte, Noruega, Polônia, Portugal, Romênia, San Marino, Sérvia, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suíça, Reino Unido, Vaticano, Ucrânia, Bielorrússia e Russia.

Oriente Médio:
Barém, Irã, Israel, Turquia, Emirados Árabes Unidos, Omã, Qatar, Kuwait e Arábia Saudita.

África: 
Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Egito, Maurícia, Marrocos e Djibuti.

A restrição de entrada inclui pessoas que saíram do país antes da restrição ser imposta.

Testagem e quarentena

Mesmo caso seu visto seja emitido em outro país, se você passar ou tiver passado por alguma das regiões/países acima, será necessário fazer um exame de COVID-19 e ficar em quarentena por 14 dias, evitando o uso de qualquer transporte público.

Para estudantes que já estão no Japão

Caso você tenha um visto emitido nas regiões acima mas já esteja no Japão, as mudanças acima só irão afetá-lo caso decida sair do país. Mesmo tendo um visto válido, não será possível retornar ao Japão neste período.

Nós estamos verificando com a imigração se após esse período será possível voltar a utilizar o visto normalmente, ou se será preciso fazer algum tipo de revalidação. Atualizaremos os alunos quando tivermos essa informação.


O que tudo isso significa para os alunos dos cursos de Abril e Julho 2020?

Caso você seja afetado pelas medidas acima, o Ministério da Justiça do Japão e as escolas flexibilizaram algumas regras para poder ajudar os estudantes. Listaremos elas abaixo.

Extensão da validade do CoE & adiamento do curso

A princípio, você deve entrar no Japão dentro do período de validade escrito no seu Certificado de Elegibilidade (CoE).

No entanto,  devido às incertezas da COVID-19, o prazo de validade dos CoEs foi extendido. Todos os CoE emitidos entre 1º de Outubro de 2019 e 29 de Janeiro de 2021 terão validade de 6 meses a partir do encerramento do bloqueio, ou até 30 de Abril de 2021, o que vier primeiro. 

Por exemplo, caso as fronteiras reabram em setembro 2020, você poderá usar o mesmo CoE para vir em outubro 2020 ou em janeiro 2021 (mediante aprovação da escola).

É importante notas que a data limite para entrar no Japão é baseada no seu CoE, e não na data de vencimento do visto que consta na etiqueta do seu visto de estudante no seu passaporte (listado como número “1” abaixo). Também não confundir com a duração do visto em si (listada como “2” abaixo).

Visa Japan COE

As escolas também estão trabalhando para oferecer outras formas de apoio aos alunos, como aulas online para os alunos que não conseguirem chegar para o início do curso. Estas medidas foram implementadas para ajudar os alunos a virem ao Japão estudar durante estes tempos difíceis.

Caso você queira começar seu curso mais de 6 meses após a data de emissão do seu CoE, será preciso cancelar o visto atual e se inscrever novamente para obter um novo CoE. Estão sendo tomadas medidas extras para garantir que esse processo seja mais fácil do que seria normalmente, mas os detalhe dessas medidas ainda estão sendo finalizados.

Sabemos que todas essas regras podem ser confusas. Por isso, se tiver alguma dúvida por favor entre em contato e ajudaremos você com seu caso.