História dos alunos: A experiência da Sarah indo ao Japão durante a COVID-19

Tempo de leitura: 4 minutos

Com a pandemia global de COVID-19 e o fechamento das fronteiras, ir ao Japão durante a pandemia foi, na melhor das hipóteses, desafiador. Contudo, com a ajuda da Go! Go! Nihon, muitos alunos conseguiram chegar com sucesso ao Japão durante este período para começar seus estudos no idioma. 

Uma destas estudantes é Sarah Parker, que atualmente frequenta uma escola de língua japonesa em Tóquio. Nascida nos EUA, Sarah queria estudar no Japão devido ao seu interesse pela cultura japonesa. No entanto, devido à COVID-19 e ao Japão ter fechado suas fronteiras, havia muita incerteza sobre quando ela poderia se mudar para o Japão.

Em setembro, a Go! Go! Nihon iniciou uma petição pedindo ao governo japonês para permitir que estudantes estrangeiros de idiomas pudessem entrar no Japão. Naquela época, o governo invalidou os vistos em resposta à COVID-19, deixando várias pessoas sem saber quando, ou se, poderiam se mudar para o Japão.

Agora que ela está aqui, perguntamos para a Sarah sobre como foi para ela ir ao Japão durante a COVID-19 e qual conselho ela daria para outras pessoas que desejam estudar no país durante a pandemia. 

* As respostas foram editadas por questão de clareza e tamanho

Go! Go! Nihon student Sarah Parker

Antes de chegar ao Japão

Quando você deveria chegar ao Japão e quando realmente chegou?

Era para chegar em outubro de 2020. Cheguei no final de dezembro de 2020.

Como foi esperar até ouvir sobre quando poderia entrar no Japão? 

Fiquei muito estressada, pois, antes de sair do meu país tive que pedir demissão do trabalho e vender meu carro. Era fundamental ter alguma ideia de quando mudaria (antes de largar meu emprego e vender meu carro).

Contudo, a Go! Go! Nihon e minha escola foram muito bons em me manter atualizada sobre quando seria capaz de me mudar. A Go! Go! Nihon me ajudou a entender em muito como preencher a papelada e a corrigir as inconsistências antes de enviar os documentos para a escola.

Você precisou concluir algum processo adicional para chegar ao Japão?

Tive que fazer um tipo específico de teste para COVID-19 e ter um formulário preenchido pela instituição que fez o teste.

ANA airplane at Haneda Airport

Viajando e chegando ao Japão

Como foi o processo de deixar o seu país de origem?

Sempre usava máscara em casa, assim como, minha família também usava, para que eu não corresse o risco de pegar uma doença antes de partir.

Sai do meu trabalho duas semanas antes de partir para reduzir o risco de infecção. Só saía para comprar remédios e comida. Também vendi meu carro duas semanas antes de partir para o Japão.

Quando minha família veio passar o Natal em casa, todos usaram máscaras e eu comi em uma sala separada. Aluguei um carro e dirigi três horas para fazer o teste no centro de testes rápidos de COVID-19 mais próximo de casa, 2 dias antes de deixar os EUA. Também preenchi um formulário online um dia antes de partir, detalhando onde ficaria na quarentena e que não tinha sintomas de COVID-19. 

Como foi o procedimento ao chegar ao Japão?

Nós tivemos que preencher um formulário de saúde, mostrar o código QR do formulário preenchido antes de sair do país e fazer outro teste de COVID-19. 

Estava bem organizado na minha opinião. Era fácil de entender para onde ir e os funcionários do aeroporto deixaram bem claro quais documentos precisávamos em cada parada.

E sobre a sua hospedagem na quarentena e o transporte do aeroporto?

Eu usei um serviço fretado que foi recomendado pela Go! Go! Nihon. O serviço é especializado em buscar pessoas que vão entrar em quarentena.

Fiquei em um hotel durante minha quarentena. Reservei ele várias semanas antes de deixar os EUA. Era perto da casa da minha família de homestay e bem pequeno, mas tinhas todas as coisas necessárias, era limpo e moderno.

Começando as aulas

Quando as aulas começaram?

No dia 15 de janeiro, após completar a minha quarentena de 14 dias no dia 14.

Quantos dias e horas por dia você está tendo aulas presenciais?

5 dias por semana, 3 horas por dia.

Você precisou realizar alguma etapa adicional ou tomar precauções extras solicitadas pela escola antes de começar?

Todos os dias durante a quarentena, precisávamos informar à escola que não tínhamos sintomas de COVID-19.

Quais medidas sua escola tomou durante este período de COVID-19?

Minha escola exige o uso de máscaras o tempo todo, a menos quando bebemos algo. Não podemos comer no prédio e não podemos permanecer na escola antes ou depois das aulas. As turmas são pequenas, geralmente em torno de 10 pessoas em uma sala de cada vez, e as janelas e portas são mantidas abertas, independente do clima.

Como está sendo sua experiência de aprendizado até agora?

Até agora estou gostando, tem sido um desafio, mas posso sem dúvidas ver uma melhora em minhas habilidades com apenas algumas semanas de estudo. 

Conselhos para outras pessoas que vão ao Japão durante a COVID-19

O que você falaria para alguém que está pensando em se matricular para estudar no Japão em 2021?

Se vier em 2021, recomendo ser o mais flexível possível em relação à mudança de datas. Se estiver trabalhando, eu recomendo manter o emprego pelo tempo que puder, por precaução.

Seja flexível, seja paciente e não desanime – vai dar certo!

Quer estudar no Japão? Entre em contato conosco para começar sua jornada.

Compartilhe este artigo

Go! Go! Nihon

Artigos relacionados

🎌 Participe de nosso webinar!

Próxima sessão → Como viver e estudar no Japão

Dias
Horas
Minutos
Segundos