Nós conversamos com a senhora Kato, diretora do Instituto Intercultural do Japão, para fazer perguntas sobre a situação atual da entrada de alunos de língua japonesa no Japão. Ela é uma das representantes do grupo de escolas de idiomas que está se reunindo frequentemente com o governo japonês, para pensar em formas de apoiar os estudantes de língua japonesa em seu processo de entrada no Japão.

A entrevista com ela foi realizada no dia 25 de agosto e as informações abaixo estão de acordo com a data da entrevista. No entanto, a situação está mudando muito rápido, por isso adicionamos informações extras em nossa entrevista.

Pode se apresentar?

Olá a todos, meu nome é Sanae Kato. Sou diretora do Instituto Intercultural do Japão, localizada em Akihabara, Tóquio.

A primeira pergunta é a que nossos alunos mais fazem: o que as escolas estão fazendo para que o governo permita que os alunos venham ao Japão em outubro? 

Cerca de 800 escolas de língua japonesa de todo o país se reuniram e formaram 6 grupos para discutir a questão com diferentes órgãos governamentais, Ministério da Justiça, Ministério das Relações Exteriores e também o Ministério da Educação. Estamos conversando com os ministérios para que eles permitam aos alunos entrar no Japão em breve.

O que os alunos podem fazer para incentivar o governo a permitir a entrada de estudantes de língua japonesa para o período letivo de outubro? 

Todos os alunos pensam “quero ir ao Japão”, “se puder estudar no Japão, meu futuro será melhor” ou também “posso trazer muita coisa boa para o Japão”.

Se os alunos escreverem estes comentários no Twitter e outras redes sociais, seria bom, pois poderíamos mostrá-los para o governo. Por exemplo, a situação está mudando para os estudantes estrangeiros que recebem ajuda do governo. Fiquei sabendo que um dos motivos para esta mudança está na forma como os alunos expressam suas preocupações e desejos.

Então, peço a todos que falem o que pensam e pressionem para serem ouvidos.

As escolas têm conhecimento de quando os alunos poderão entrar no Japão? 

Não sei exatamente quando, então não posso dar uma data clara. Estamos realmente fazendo nosso melhor para pressionar o governo. Em algum momento acreditamos que será possível entrar porque a situação está mudando aos poucos.

Como será o processo de quarentena para os estudantes? Por exemplo, para pessoas que moram sozinhas, elas poderão ir ao supermercado, lojas de conveniência e etc? Existe alguma informação sobre onde os alunos terão que ficar por 14 dias? 

Em primeiro lugar, ao chegar ao Japão, passar pela imigração, todos deverão passar por um exame PCR. Ao testar negativo para o vírus, os alunos vão para a sua moradia (o mesmo que escreveram nos formulários que receberam no aeroporto). Porém, não será possível usar o transporte público, então as escolas poderão prestar suporte com serviços de transporte, caso seja necessário.

Depois de chegar à moradia, o aluno deverá permanecer por lá duas semanas. Durante esse tempo, a escola de idiomas do aluno ajudará o máximo possível.

Durante a quarentena, será possível fazer compras em lojas de conveniência e etc, desde que sejam tomadas as devidas preucações, como usar máscara e evitar horários de pico. Não há porque ficar nervoso, pois haverá também certas permissões, como poder sair de sua moradia de vez em quando.

Leia mais sobre o que esperar do aeroporto se chegar ao Japão durante a pandemia de COVID-19.

Por que o governo não permite a entrada de alunos de língua japonesa no país, mesmo que eles façam a quarentena?

É realmente difícil responder o “por quê”, afinal isso cabe ao governo decidir. O COVID chegou do exterior para o Japão, o que deixou o país em uma situação complexa. O Japão também não é um país que toma medidas rápidas em momentos complicados. O governo está esperando a situação se acalmar mais.

Deve demorar um pouco mais, porém a situação deverá mudar. Aos poucos estão liberando a entrada de empresários e, depois, de intercambistas internacionais que possuem bolsas do governo do Japão. O próximo penso que serão os intercambistas estrangeiros que custearão os seus estudos.

Espero que acreditem em mim quando digo que a situação está mudando e o país não ficará fechado para sempre. Gostaria que vocês entendessem isso.

Para os alunos que conseguiram o visto, por exemplo, em março ou receberam o certificado de elegibilidade (COE), eles precisarão se inscrever novamente e obter um novo COE? 

Se já trocou seu COE pelo visto, seu passaporte deve ter recebido um visto com uma data de validade. Se estiver na validade, ainda é possível usar o visto. Caso tenha vencido, será preciso entrar em contato com o consulado japonês local para confirmar como proceder. Cada país tem um procedimento diferente.

Se ainda não trocou seu COE pelo visto, as escolas emitem uma carta explicativa para poder entrar no Japão em outubro. Se ainda não recebeu a sua carta, avise-nos para que possamos falar com a escola para que reenvie a carta.

Com o COE e a carta de explicação, será possível ir à embaixada e obter um novo adesivo. O processo varia de acordo com o país, portanto, confirme com o consulado japonês local.

Vou poder usar meu COE de abril, junho ou outubro para entrar no Japão até abril de 2021 se só for permitido entrar depois de outubro? 

Os alunos que receberam ou receberem o COE terão mais tempo que o normal para usá-lo. Os COEs emitidos entre 1° de outubro e 29 de janeiro de 2021, que normalmente valem por apenas 3 meses, serão prolongados por 6 meses a partir da data de suspensão das restrições de entrada ou até 30 de abril de 2021. Depende do que ocorrer primeiro.

Como minha aplicação está atrasada e vou ao Japão em outubro/janeiro, ainda vou poder obter o visto de dois anos para estudar? 

No momento não temos respostas sobre esta questão. Estamos aguardando detalhes de quando o país permitirá que os alunos entrem no pais. Entretanto, uma vez que a questão seja resolvida, teremos mais informações para fornecer.

Em nome da Go! Go! Nihon gostaríamos de agradecer muito a senhora Kato e todos os representantes do instituto por sempre apoiar todos os alunos de língua japonesa e por tentar trazer eles ao Japão. Sabemos que não é fácil ou rápido, mas com as mudanças que estão ocorrendo aos poucos toda semana, esperamos ter notícias em breve.

O texto desta entrevista foi editado para tornar mais claro o conteúdo. Para ver a entrevista na íntegra, assista ao vídeo no nosso canal do Youtube: