O Japão continua impondo uma série de restrições para a entrada de estrangeiros no país, mas já começa a permitir uma certa abertura. A partir de setembro, estrangeiros que são residentes do país já podem entrar e sair do Japão, e agora novos residentes que receberam o visto de trabalho também poderão começar a entrar no país, desde que se faça os testes PCR e fique em quarentena por 2 semanas.

Sendo assim, o que esperar ao viajar para o Japão durante a pandemia de COVID-19? Colocaremos abaixo como foi a experiência de um residente do país ao entrar no Japão em agosto 2020.

Nota: as informações a seguir são baseadas na experiência de um estrangeiro residente que chegou no aeroporto de Haneda em agosto de 2020. Ele conseguiu entrar novamente, pois saiu do país por causas “humanitárias” (morte de familiares ou doença).

O procedimento ocorrido em Haneda pode ser diferente em outros aeroportos ou mudar futuramente. Para obter as informações mais recentes sobre proibição de viagens e entrada no Japão, verifique o site do Ministério das Relações Exteriores do Japão e o site da Organização Nacional de Turismo.

Documentos exigidos

Segue abaixo a lista de documentos entregues aos passageiros antes de chegarem a imigração do aeroporto de Haneda.

  • Um questionário perguntando seu país de origem, as informações do voo e informações de contato. Também é preciso informar número de telefone. Se não tiver um número japonês, um internacional é aceito, desde que seja seu.

covid-19 border entry questionnaire

  • Um formulário que deve ser preenchido com o endereço do seu local de quarentena.
  • Um formulário de declaração para ser preenchido e assinado por você e garantindo que você não usará o transporte público durante 14 dias e que todas as informações escritas são verdadeiras.

covid-19 border entry declaration

  • Um pedaço de papel rosa que indica que o estrangeiro veio de um país que está com muitos casos de coronavírus. Se o país não tem muitos casos do vírus, o papel será azul.
  • Aviso do Ministério da Saúde solicitando que o usuário aceite a solicitação de contato do ministério no aplicativo LINE, uma espécie de WhatsApp usado no Japão. Eles enviarão uma mensagem para garantir que o número de telefone usado por você é o que realmente está em uso.

Exames

Depois de fornecer os documentos, será solicitado testes de saliva e pode acontecer também de você ser selecionado para o teste PCR. Os resultados podem levar algumas horas para serem processados. Durante este período, você será direcionado para uma área, onde aguardará os resultados.

Se o teste for negativo, você seguirá os procedimentos normais da imigração. Se o teste for positivo, você será encaminhado para o hospital mais próximo. Os testes de saliva começaram a ser feitos em Haneda e Narita no final de julho.

Transporte do aeroporto

Não podendo usar o transporte público, será preciso arranjar transporte privado. É possível alugar um carro se tiver a carteira japonesa ou uma carteira de motorista internacional. Também é possível pedir para um motorista particular com antecedência.

14 dias de quarentena

Todos que chegam ao Japão vindos do exterior deverão completar 14 dias de quarentena no endereço colocado no formulário preenchido. A recomendação é ficar em casa durante esse período para diminuir o contato com outras pessoas. Só saia quando for necessário, como para fazer compras no mercado. Quando sair de casa, mantenha uma distância segura de cerca de 2 metros das outras pessoas.

Também não se deve usar nenhum transporte público e recomenda-se seguir todas as medidas de higiene, como usar a máscara, desinfetante, lavar as mãos e monitorar sua saúde.

Quando o período de quarentena terminar e você não tiver nenhum sintomas, será possível voltar para a sua rotina normal. Se tiver sintomas e achar que pode ter sido contaminado pela COVID-19, ligue para o centro de saúde pública mais próximo. Siga as orientações para as próximas etapas. Se está preocupado com sua saúde ou inseguro de sua situação ou sobre o que fazer, por favor, não hesite em entrar em contato conosco. Faremos o possível para ajudar.

Novamente, esta foi a experiência de uma única pessoa no aeroporto durante agosto de 2020, mas esperamos que isso ajude a dar uma ideia de como é viajar para o Japão durante a pandemia de COVID-19. Se tiver alguma dúvida ou questão, não hesite em entrar em contato conosco